Apple proíbe aplicativos de vender dados sobre seus contatos no iPhone

Sem fazer alarde, a Apple atualizou seus termos de uso para desenvolvedores que colocam aplicativos na App Store do iOS para incluir uma nova regra: agora, é proibido compartilhar ou vender dados a respeito dos contatos do usuário.

A mudança foi feita na semana passada, mas sem qualquer anúncio oficial, de modo que só foi descoberta nesta semana pela Bloomberg. Antes da nova regra, apps poderiam solicitar ao usuário permissão para ter acesso à sua lista de contatos livremente.

Segundo a Bloomberg, havia o risco de que os dados coletados a partir dos contatos do usuário, sem o consentimento deles, pudessem ser vendidos para outras empresas. No entanto, os apps ainda podem perdir permissão para ter acesso aos contatos.

O que os desenvolvedores estão proibidos de fazer é usar essas informações para criar perfis de potenciais usuários, criar um banco de dados de pessoas e vender ou compartilhar esse banco de dados feito a partir de usuários do iOS com terceiros.

Os apps ainda podem pedir permissão para acessar a sua lista de contatos, mas deverão deixar explícito qual é o propósito desse acesso. O WhatsApp, por exemplo, precisa ter acesso à lista para sincronizar seus contatos com o aplicativo.

A mudança parece mais uma resposta ao escândalo da Cambridge Analytica, uma empresa de marketing que coletou dados de milhões de pessoas no Facebook por meio de um app que, por sua vez, coletava dados do usuário e também dos seus amigos na rede social.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ