Apple

Apple responde a acusações feitas pelo Spotify à Comissão Europeia

Redação Olhar Digital 15/03/2019 18h15
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Apple deixa claro que o Spotify não quer contribuir para manter o ecossistema de aplicativos. A empresa ainda diz que o serviço de streaming quer privilégios de aplicativos gratuitos

Após a acusação feita pelo Spotify de que a Apple estaria dificultando sua permanência na App Store, a empresa respondeu à queixa feita à Comissão Europeia. Em um comunicado à imprensa, ela diz que o Spotify "procura manter todos os benefícios da App Store, sem contribuir para isso" e acrescenta que a plataforma "tem direito de definir seu modelo de negócios, mas nos sentimos obrigados a responder quando o Spotify envolve suas motivações financeiras em uma retórica enganosa sobre quem somos".


O principal argumento do streaming de músicas é que o serviço concorrente da Apple, o Apple Music, não está sujeito às mesmas restrições que seu aplicativo. A Apple, por sua vez, responde a esse questionamento alegando que o Spotify tenta se esquivar de regras que todos os outros aplicativos seguem. O comunicado informa, ainda, que "o Spotify não seria o que é hoje sem o ecossistema da App Store", mas agora não quer contribuir para mantê-lo para a próxima geração de empreendedores de aplicativos.

Por fim, a Apple dá a entender que o Spotify não é exatamente ótimo para artistas e que processou, recentemente, criadores de música depois que a Diretoria de Direitos Autorais dos EUA ordenou que o pagamento de royalties fosse aumentado. "Por trás de tudo, o objetivo do Spotify é ganhar mais dinheiro com o trabalho dos outros. E não é apenas a App Store que eles tentam espremer, mas também artistas, músicos e compositores." O Spotify ainda não se pronunciou sobre o comunicado.

Via: Engadget

Aplicativos Apple Streaming Spotify
Compartilhe com seus seguidores

Recomendados pra você