Apple revela quatro variações do iPhone 12 com 5G e 'cara de iPhone 4'

Novos aparelhos lembram um misto da geração anterior com uma estética que já se tornou retrô

Renato Santino 13/10/2020 14h50
iphone 12
A A A

A Covid-19 forçou a Apple a mudar uma tradição de anos. Em vez de setembro, a empresa realizou  nesta terça-feira (13) seu evento para apresentar novos iPhones. E não é apenas um celular, mas sim quatro modelos distintos da família iPhone 12, ampliando o que a empresa já fez na geração passada do aparelho.


A característica mais marcante dos novos iPhones está na forma como ele abraça uma estética que foi abandonada há alguns anos pela empresa. Os aparelhos pegam emprestado o visual do iPhone 4, com laterais mais retas em vez dos cantos arredondados que se tornaram padrão desde o iPhone 6.

Neste ano, a empresa introduziu um novo modelo mais acessível. O iPhone 12 Mini é o modelo mais barato do line-up, enquanto o restante é similar ao que se viu no ano passado: iPhone 12, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max.

O iPhone 12 Mini traz uma tela de 5,4 polegadas, enquanto o iPhone 12 apresenta um display consideravelmente maior, de 6,1 polegadas. Já o iPhone 12 Pro terá o mesmo tamanho de tela, com 6,1 polegadas, enquanto o 12 Pro Max terá o maior painel de todos, com 6,7 polegadas. Os dispositivos utilizam painéis OLED protegidos por uma tecnologia chamada Ceramic Shield, resultado de parceria com a Corning, fabricante do Gorilla Glass. Segundo a Apple, o novo vidro deve oferecer 4 vezes mais resistência a quedas acidentais do que o iPhone 11.

Os aparelhos são os primeiros da Apple a sair de fábrica com suporte às redes 5G. Todos os dispositivos contam tanto com suporte às ondas milimétricas, que alcançam o máximo desempenho da tecnologia, quanto às frequências sub-6 GHz, que têm maior alcance e deve proporcionar melhor cobertura. A Apple introduziu um recurso chamado "Smart Data Mode", que deve usar o 5G apenas quando for realmente importante para o usuário, com o objetivo de economizar bateria. Então, por exemplo, quando você estiver lendo alguma notícia ou navegando no Twitter, que são tarefas que não exigem as supervelocidades do 5G, o celular utilizará apenas o 4G para fazer a bateria durar mais.

Reprodução

Por fim, as duas famílias também divergirão em número de câmeras. Os aparelhos "Pro" contam com três lentes na traseira, enquanto os outros contarão com apenas duas, mantendo o padrão do ano passado. Duas das lentes são comuns entre as duas linhas: a lente grande-angular conta com uma abertura f/2.4, com ângulo de visão de 120°. Já a principal tem uma abertura f/1.6, estabilização óptica e lentes de 7 elementos.

A diferença é que neste ano os dois modelos superiores contam também com uma lente teleobjetiva para permitir à câmera "enxergar mais longe", com um zoom óptico de até 4x. Os modelos Pro também contam com um Lidar, uma tecnologia análoga ao radar que usa lasers para reconhecer melhor a profundidade, o que possibilita um foco automático mais rápido.

Reprodução

Todos os quatro aparelhos utilizam o mesmo processador Apple A14, utilizando um novo processo de apenas 5 nanômetros, que promete garantir não só um ganho de desempenho, mas também um uso mais eficiente da energia, reduzindo o consumo de bateria. Com seis núcleos de processamento, a Apple diz que o seu chip supera em mais de 50% a potência de qualquer concorrente, tanto em CPU quanto em GPU.

A Apple destacou a volta de um recurso que foi muito popular nos Macbooks e agora foram adaptados aos iPhones. Agora, os celulares contam com recarga por indução magnética com conector MagSafe. Trata-se de um ímã na traseira do aparelho, que encaixa o carregador perfeitamente sobre a bobina, evitando uma recarga lenta e ineficiente. O MagSafe também poderá ser usado para outros acessórios, como capinhas.

Além disso, o iPhone 12 marca uma nova época para a Apple. A empresa quer reduzir custos de transporte e produção e, para isso, reduziu consideravelmente a embalagem do iPhone e não incluiu na caixa do aparelho, pela primeira vez, um adaptador para recarregar o celular na tomada. Apenas um cabo Lightning para USB-C está incluso no pacote.

O iPhone 12 Mini chega ao mercado custando a partir de US$ 700, enquanto o iPhone 12 custará a partir de US$ 800. Enquanto isso, o iPhone 12 Pro custará a partir de US$ 1.000 e o iPhone 12 Pro Max custará a partir de  US$ 1.100.

iPhone iphone 12 iPhone 12 pro iPhone 12 pro max
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você