bill gates

Bill Gates diz que seu maior erro foi perder para o Android

Clara Guimarães, editado por Camila Rinaldi 24/06/2019 09h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A decisão de mudar do Windows Mobile para o Windows Phone deixou o Android prosperar

Bill Gates, cofundador da Microsoft, falou sobre a época em que sua empresa tomou decisões cruciais sobre a criação de um sistema operacional móvel. Durante recente entrevista, o empresário revelou que seu "maior erro de todos os tempos" foi perder a oportunidade que o Android conquistou. 


"O mundo do software, especialmente para essas plataformas, funciona no modo 'vencedor leva tudo'. Então, o maior erro de todos é qualquer que seja a má administração que eu tenha feito e que levou a Microsoft a não ser o Android. Ou seja, o Android é a plataforma móvel padrão que não é da Apple. Isso era algo muito natural para a Microsoft vencer", disse Gates. "Tem espaço para exatamente um sistema não-Apple e o que ele vale? US $400 bilhões, que seriam transferidos do G (Google) para o M (Microsoft)."

O Google adquiriu o Android em 2005, por US $ 50 milhões, e o ex-CEO Eric Schmidt admitiu que o foco inicial da empresa era superar os primeiros esforços da Microsoft com o Windows Mobile. "Na época, estávamos muito preocupados com o sucesso da estratégia móvel da Microsoft", contou Schmidt. Mas no fim, o Android acabou com o Windows Mobile. 

A confissão de Gates, no entanto, é muito surpreendente, porque normalmente atribui-se a culpa a era Steve Ballmer. O ex-presidente executivo da Microsoft riu do iPhone e o chamou de "telefone mais caro do mundo que não atrairia clientes corporativos por não ter um teclado". E, embora ele tenha aceitado que a Apple poderia vender bem seus celulares, Ballmer perdeu o ínicio da era dos dispositivos touch. E isso foi parte fundamental dos primeiros erros Microsoft quando falamos de dispositivos móveis.

A criadora do Windows passou meses discutindo internamente se a empresa deveria descartar seus esforços com o Windows Mobile que, na época, não eram compatíveis com a tela sensível ao toque e decidiu.

Enquanto o ex-chefe do Windows, Terry Myerson, e da Microsoft, Joe Belfiore, estavam envolvidos nessa questão, é provável que a empresa tenha procurado o conselho de Bill Gates em algum momento. Gates deixou o cargo de CEO em 2000, assumindo o cargo de arquiteto de software durante anos cruciais que levaram aos erros do Windows Phone e do Microsoft Windows Vista. Ele, eventualmente, deixou esta função e permaneceu como presidente da empresa até 2014. 

A saída de Gates do cargo aconteceu na mesma época em que a empresa perdeu para o Android. Pode até ser que não tenha tomado as principais decisões sobre o sistema móvel, mas, com certeza, estava envolvido de alguma forma. Comparativamente, o ex-CEO da Microsoft, Steve Ballmer, disse que o Windows Vista era seu maior arrependimento.

Por fim, Bill Gates parece ter superado a questão: "Se tivéssemos acertado, seríamos a empresa líder, mas tudo bem".

Você pode conferir a entrevista completa abaixo:


Via: The Verge

Microsoft Windows Windows Mobile Bill Gates Windows Phone steve ballmer
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você