Brasil lança nova edição do fundo de inovação para empresas de tecnologia

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou na última sexta-feira, 20, a criação de um fundo de inovação focado em startups de tecnologia.

O Criatec 3 terá um aporte inicial de R$ 200 milhões, obtidos por investimentos do BNDES, Inseed, Agência de Fomento do Estado do Amazonas, Banco de Desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul, Banco de Desenvolvimento do Estado do Espírito Santo, a Agência de Fomento do Estado do Paraná, Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais, Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul, Amparo à Pesquisa de Minas Gerais e a empresa Valid S/A.

Quem pode se inscrever? 

Podem participar do Criatec 3 as empresas brasileiras que desenvolvam tecnologias inovadoras, com potencial de crescimento. As empresas devem ter receita operacional líquida anual de, no máximo, R$ 12 milhões. Elas devem ainda ser escaláveis e o produto ou serviço apresentado deve ser capaz de resolver um problema de um mercado relevante.

O valor máximo de investimento em uma empresa deve ser de até R$ 3 milhões. 


O BNDES não explicou quantas empresas podem ser beneficiadas com o programa mas, de acordo com o banco, o foco é apoiar startups nos setores de nanotecnologia, tecnologia da informação, biotecnologia, agronegócios e novos materiais.

Via Zdnet

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ