Brasil e União Europeia fecham acordo para desenvolvimento do 5G

Foi assinado nesta terça-feira, 23, um acordo de cooperação entre Brasil e União Europeia para o desenvolvimento da tecnologia 5G. O acerto inclui o trabalho para definir normas e padrões do 5G e estabelecer as faixas do espectro em harmonia com o resto do mundo.

O acordo foi assinado em Barcelona, durante a MWC, pelo ministro das Comunicações brasileiro, André Figueiredo, e o comissário europeu Günther Oettinger. O documento também prevê a atuação de ambas as partes em projetos que envolvam a academia, empresas de tecnologia e a indústria.

A previsão do mercado é que o 5G começará a operar comercialmente em 2020. A nova geração da rede móvel deve permitir não apenas velocidades muito maiores de conexão, mas também deve permitir uma nova gama de aplicações, possibilitando carros conectados, casas inteligentes, entre várias outras ideias tanto na esfera privada quanto na gestão pública.

O acordo entre as Brasil e União Europeia também fala na implantação no 5G em pontos como cidades digitais, agronegócio, educação, saúde, indústria, transporte, serviços públicos, energia e distribuição de vídeo.

"Estamos convencidos de que um projeto tão importante como a próxima revolução móvel tem que ser um esforço conjunto coordenado. Precisamos de tecnologias que possam superar os desafios atuais: maiores taxas de download e upload, melhor cobertura e conexões mais confiáveis", disse Figueiredo, apontando que o Brasil já tem 180 milhões de acessos em banda larga móvel.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ