Inteligência Artificial na Medicina

Brasileiro cria inteligência artificial para ajudar pacientes de áreas afastadas

Fabrício Filho, editado por Liliane Nakagawa 01/11/2019 21h45
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Portal criado dá acesso a exames de pacientes, que vivem em áreas rurais ou afastadas dos grandes centros, a médicos especialistas, que estão à quilômetros de distância

Pessoas que moram em cidades urbanas geralmente têm fácil acesso a hospitais, sejam públicos ou particulares. No entanto, moradores de comunidades rurais que vivem longe de grandes centros urbanos não possuem a mesma vantagem. Visando diminuir essa disparidade, o empresário brasileiro Rafael Figueroa criou o Portal Telemedicina, que utiliza inteligência artificial para ajudar àqueles que não têm acesso à medicina em suas regiões. 


O portal participou do programa de aceleração de inicialização do Google, o que levou Rafael a se tornar um dos principais mentores globais de inteligência artificial do programa. Agora, mais de 500 clínicas rurais e grandes instituições em todo o Brasil e em países falantes da língua portuguesa, como Portugal e Angola, estão utilizando a tecnologia criada pelo brasileiro. 

A empresa foi selecionada pela ONU - Organização das Nações Unidas como uma das 10 empresas globais a participar do Accelerate 300, que apoia empreendedores cujos trabalhos contribuem para o desenvolvimento sustentável do mundo. 

"Com a nossa tecnologia, uma pessoa que vive em uma zona rural no Brasil, poderá ir à clínica local e fazer um raio-x. Com apenas alguns cliques, os enfermeiros podem enviar as informações pela nuvem para os médicos da capital do estado. Os especialistas, então, podem fornecer diagnósticos precisos a 1.600 quilômetros de distância”, afirmou o brasileiro. 

Ao ser perguntado como a IA sabe o que procurar em uma imagem de exame, Rafael disse que "os computadores são tão inteligentes quanto às informações inseridas em seu sistema". "Nossa plataforma usa mais de 30 milhões de exames e registros de saúde, que o computador pode usar para aprender e fazer referência. Isso faz com que possamos obter descobertas médicas com precisão igual ou superior ao nível humano", revelou o empresário.


 
Fonte: Google
Google Tecnologia Inteligência Artificial onu raio-x
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você