Google e Facebook devem usar cabo submarino que liga Brasil à Europa

O Google e o Facebook estão entre as empresas interessadas em utilizar o cabo submarino que ligará o Brasil diretamente com a Europa como uma das tentativas de evitar a espionagem eletrônica dos Estados Unidos.

A previsão é de que o cabo, que recebeu um investimento de US$ 250 milhões, esteja funcionando no final de 2017. O retorno financeiro será feito através da comercialização do tráfego de dados, afirmou o Ministro das Comunicações, André Figueiredo, durante uma apresentação no Mobile World Congress 2016. As gigantes de tecnologia estão entre as interessadas no uso comercial do cabo.

O Brasil anunciou a construção da ligação no ano passado como parte de seus esforços de burlar a espionagem norte-americana, após ter descoberto, em 2013, que a NSA teve acesso a comunicações da presidente Dilma Rousseff. 

Como, atualmente, a ligação entre Europa e Brasil passa pelos Estados Unidos, um cabo direto aumentaria a segurança, explicou Figueiredo. Ele ainda comentou que empresas de tecnologia, como o Google e o Facebook, estão interessadas em utilizar comercialmente a ligação.

Antes das revelações de espionagem, a Telebrás havia anunciado planos de construir um link de dados diretamente com os Estados Unidos. No entanto, a empresa abandonou esse plano por ordem do governo começou a desenvolver um cabo submarino diretamente com a Europa.

Via Bloomberg

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ