Chinesa Meizu revela celular com uma segunda tela na traseira

A chinesa Meizu se tornou notória nos últimos tempos por fazer celulares que lembram o iPhone tanto por fora quanto por dentro, com as modificações do Android feitas para se assemelharem ao iOS. No entanto, o próximo lançamento da empresa não teria como ser mais diferente.

O modelo Pro 7 da Meizu, que já havia sido vazado no início do mês, foi basicamente confirmado pela empresa, com planos de lançamento para o dia 26 de julho. Seu diferencial é a existência de uma segunda tela na parte de trás do celular.

Quem conhece o mercado de celulares vai se lembrar imediatamente do YotaPhone, uma linha de celulares nascida na Rússia que se destacava pelo segundo painel de e-ink (o mesmo de e-readers como o Kindle) na traseira. No entanto, o conceito do Meizu parece ser bastante diferente pelas imagens reveladas até o momento.

A começar pelo fato de que a segunda tela não ocupa toda a região traseira, apenas uma parte, o que possibilitaria segurar o aparelho sem bloqueá-la completamente. A segunda diferença é que o painel não parece ser de e-ink, e sim apenas uma telinha LCD com todas as cores.

A Meizu ainda não revelou o motivo de ter apostado na segunda tela e para que ela será útil, o que só deve acontecer no evento de apresentação. Com o YotaPhone, a ideia era simples e direta: o e-ink quase não consome energia, o que permite ver notificações e informações rápidas sem precisar ligar a tela principal que suga bateria aos montes. As possibilidades do Pro 7 ainda são pouco claras, mas é possível que ela seja usada para exibir a hora e a data ou como um visor para selfies com a câmera traseira, o que tornaria a lente frontal inútil.

As especificações completas também são um mistério que só devem ser desvendados no dia 26, mas a expectativa, segundo o site Android Central, é que a tela frontal deve ter 5,2 polegadas com resolução 1080p, com duas câmeras traseiras de 12 MP e uma frontal de 16 MP, com um processador MediaTek Helio X30.





RECOMENDADO PARA VOCÊ