vacina

Cientistas dão mais um passo rumo à vacina contra o Mal de Alzheimer

Rafael Rigues 07/01/2020 14h10
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Novo tratamento combina duas vacinas específicas, e mostrou resultados promissores em testes com camundongos

Uma vacina contra o Mal de Alzheimer pode se tornar realidade em breve, graças ao trabalho realizado pelo Instituto de Medicina Molecular e pela Universidade da Califórnia em Irvine, ambos nos EUA.


Cientistas acreditam que a doença é causada pelo acúmulo de “placas” compostas pelas proteínas beta-amilóide e tau no cérebro dos pacientes. Estas placas danificam os neurônios, causando a perda de memória e danos cognitivos comumente associados ao Mal.

Os pesquisadores, liderados por Nikolai Petrovsky da Universidade Flinders, na Austrália, combinaram duas vacinas (AV-1959R e AV-1980R) que tem como alvo específico estas proteínas com um composto auxiliar chamado Advax. A ideia é estimular a produção de anticorpos que se conectam às proteínas, fazendo com que o sistema imunológico as destrua antes que as placas se formem.

Em testes com camundongos o acúmulo de proteínas no cérebro foi substancialmente menor. Os pesquisadores até observaram uma redução nas placas pré-existentes no cérebro após a administração da vacina.

A equipe especula que o tratamento pode impedir o desenvolvimento do Mal de Alzheimer, além de reduzir os sintomas em pacientes que já começaram a desenvolver a doença.

Antes que a vacina chegue ao mercado serão necessários testes clínicos em humanos, algo que poderá ocorrer em cerca de dois anos, para se certificar de que o mecanismo de atuação é o mesmo dos camundongos e que não há efeitos colaterais associados ao tratamento.

Fonte: Extremetech

Saúde Medicina tecnologia medicinal vacina
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você