Cientistas suspeitam de existência de nono planeta no Sistema Solar

Dois astrônomos publicaram ontem um artigo no qual defendem a hipótese de que o nosso Sistema Solar possui um nono planeta. Os cientistas estimam que esse planeta, ainda mais afastado do Sol que Plutão, teria cerca de dez vezes a massa da Terra.

Embora esse nono planeta nunca tenha sido observado, Konstantin Batygin e Michael Brown, os autores do artigo, inferiram sua existência a partir da movimentação de outros objetos além do Cinturão de Kuiper (região extrema do Sistema Solar, onde fica Plutão). A presença de um planeta com o tamanho e a massa estimados pelos astrônomos explicaria a movimentação irregular desses corpos celestes.

Plutão fica a aproximadamente 7,4 bilhões de quilômetros do Sol no ponto mais distante de sua órbita (perihélio). O nono planeta, caso exista, ficaria a cerca de 32,1 bilhões de quilômetros do Sol no ponto mais próximo de sua órbita. Ele levaria entre dez mil e vinte mil anos para completar uma volta em torno do astro.

A distância e o período de sua órbita são uma das dificuldades em comprovar a existência do planeta. "Nós temos uma boa noção de sua órbita" disse Brown ao New York Times, "o que nós não sabemos é em que ponto de sua órbita ele está". Além disso, por estar tão distante, é possível que o nono planeta sequer reflita suficiente luz do Sol para poder ser observado mesmo pelos telescópios mais potentes da Terra.


Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ