Conheça as melhores opções para quem procura um Android puro

Android puro é o sonho de muitos usuários, mas o fato é que poucas empresas podem realmente se orgulhar de adotar o sistema como ele foi projetado pelo Google. Poucos modelos de smartphone abraçam a proposta, especialmente no Brasil.

Então, se você for um dos puristas do Android, que valorizam mais um design limpo e o ganho de desempenho decorrente da ausência de recursos e aplicativos supérfluos, estas são as suas melhores opções.

Quase todos os celulares da Motorola

Reprodução

O Moto G foi por muitos anos o celular favorito do brasileiro. Embora hoje a concorrência tenha sido capaz de igualar ou, no mínimo, aproximar-se do que a Motorola oferece, a empresa ainda é a única grande marca que realmente se dedica a manter o Android puro em seus produtos.

Com o Moto G5, no entanto, a empresa mudou um pouco a estratégia e usou um launcher similar ao do Pixel, que, apesar de ser do Google, tem uma versão levemente adaptada do Android em termos de interface. A gavetinha de aplicativos, por exemplo, deixou de ter um botão dedicado para ser acessada apenas com uma deslizada de dedo para cima.

Portanto, a opção mais popular do Android realmente puro continua sendo a Motorola. Você ainda tem várias alternativas: Moto G4, Moto G4 Plus, Moto G4 Play, Moto Z Play e Moto Z. O Moto G5 traz algumas diferenças, mas ainda está próximo o bastante para não incomodar demais os puristas.

Importar um Nexus

Reprodução

O Nexus é o suprassumo do Android puro, ao contrário do Pixel, que traz algumas diferenças estéticas exclusivas. A linha foi aposentada em 2015, mas o Nexus 5x e o Nexus 6p ainda são bons o bastante para serem adquiridos no dia de hoje.

O problema é que nenhum dos celulares foi lançado no Brasil, embora a Huawei e o Google tenham realizado a homologação do Nexus 6p na Anatel. Então, se você quiser um, a melhor alternativa é procurar um vendedor com boa reputação no Mercado Livre; infelizmente, isso acaba saindo um pouco caro.

Importar um Google Pixel

Reprodução

O Google acabou com a linha Nexus, que trazia o Android mais puro do mercado todo. No lugar, incluiu o Pixel, que não é exatamente a mesma coisa, mas é próximo o bastante. Há algumas coisas que só existem no Pixel e não fazem parte da linguagem estética básica do Android.

Por exemplo: o ícone do Google no canto superior esquerdo que puxa o Google Now e o buscador é uma exclusividade do Pixel. A gavetinha de aplicativos foi copiada pelo novo Moto G, mas ela não é uma característica do Android puro. O Google Assistente deve chegar a mais aparelhos em breve, mas ele também era uma exclusividade do Pixel.

Não seria surpresa se dentro de algum tempo a identidade estética do Android puro se aproximasse do Pixel, mas por enquanto o celular apresenta alguns desvios pontuais. No entanto, dificilmente algum purista se sentirá ofendido com as intervenções do Google no seu próprio sistema. 

Quantum Fly

Reprodução

A Positivo tem uma fama não muito positiva (com o perdão do trocadilho), mas o fato é que o Quantum Fly é um celular respeitável, com um bom desempenho e Android muito próximo do puro, com apenas alguns aplicativos pré-instalados.

Em termos estéticos, o aparelho troca apenas alguns ícones dos apps padrão do Android. Já em termos de recursos, acrescenta aplicativos como um manual, a comunidade Quantum+, um gerenciador de arquivos e adiciona a função de limpar a memória no gerenciador de tarefas do Android. O mais estranho é o aplicativo Dash Cam, que se propõe a registrar em vídeo o trajeto percorrido pelo carro do usuário.

Ele é totalmente puro? Não. Mas é quase, o que já é uma vantagem em relação à competição e suas interfaces altamente alteradas, então vale a pena prestar atenção no aparelho.

A BlackFriday está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ