Model 3 Tesla

Depois de riscar um Tesla e ser filmada, mulher se entrega à polícia

Roseli Andrion 04/10/2019 21h36
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Caso ocorrido no Colorado levou a vândala a ser acusada de delito de classe 6, que pode levar a pena de 1,5 ano e multa de R$ 5 mil

Depois de ficar famosa na internet, a vândala que riscou um Tesla Model 3 com uma chave no fim de semana se entregou à polícia. Isso porque o vídeo gravado pelo modo Sentinela do veículo se tornou viral online.


O carro foi atacado sem motivo aparente enquanto Alan Tweedie, o proprietário, estava em um jogo de futebol com a filha. Depois de ter o automóvel estragado, Tweedie decidiu compartilhar no Facebook as imagens gravadas pelo carro.

O material, exibido pela mídia local em Broomfield, no Colorado, foi visto por mais de 100 mil pessoas. Depois de compartilhado pelo Electrek, atingiu mais de 250 mil cliques. A polícia local diz que esse tipo de crime é difícil de investigar, mas o vídeo gravado pelo Tesla, simplificou a identificação da vândala. A polícia, então, divulgou um retrato falado no Facebook e pediu a ajuda dos residentes.

“Recebemos centenas de dicas sobre a mulher que riscou o Tesla no fim de semana. Identificamos a suspeita como sendo Maria Elena Gimeno, de 57 anos. Ela já se entregou e foi presa no Centro de Detenção de Broomfield sob a acusação de dano criminoso, um delito de classe 6. Agradecemos a ajuda da comunidade na solução do caso”, diz comunicado oficial.

Segundo caso

Essa é a segunda vez que criminosos se entregam depois de riscar um Tesla e serem pegos pelo modo Sentinela. No caso anterior, a história foi semelhante: dois homens riscaram um carro e foram gravados durante o ato. Depois que o proprietário divulgou o vídeo e ele viralizou, os vândalos se entregaram.

Sempre que esses casos vêm a público, as chances de que ocorram novamente diminuem. Alguns pensam que riscar um carro é bobagem, mas trata-se de uma infração grave em muitas localidades porque os custos de reparo são muito altos.

Maria foi acusada de delito de classe 6, que engloba prejuízos de US$ 1 mil a US$ 5 mil. A polícia estimou os estragos nesse caso em torno de US$ 2 mil — o que pode ser pouco, considerando que o risco era longo e profundo, segundo Tweedie. Condenados por dano criminoso de classe 6 podem enfrentar 1,5 ano de prisão e multa de US$ 5 mil no Colorado.

Via: Electrek

Tesla vandalismo Crime modo sentinela
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você