Emissora britânica BBC cria solução para acabar com delay entre streaming e TV

Se você tentou assistir a algum jogo da Copa do Mundo deste ano em 4K, deve ter notado que há um delay considerável entre o streaming e a transmissão na TV. Mas a emissora britânica BBC parece ter encontrado a solução para esse problema.

Trata-se, na verdade, de uma série de técnicas que aperfeiçoam o envio de dados, conforme explicou o engenheiro Chris Poole no blog de pesquisa e desenvolvimento da BBC. Segundo ele, hoje, os conteúdos das transmissões ao vivo pela internet são “divididos em um número de ‘segmentos’”, que são, na verdade, arquivos separados com 4 a 8 segundos de mídia. E uma das ideias propostas pela emissora é, basicamente, reduzir o tamanho deles.

Mas por quê, exatamente? O atraso notado hoje só acontece porque, primeiro, cada uma das partes em que o conteúdo é dividido precisa ser codificada antes de ser distribuída. Não bastasse isso, os aparelhos que reproduzem o material só o fazem depois de baixar os pacotes inteiros e, por vezes, pré-carregar os seguintes. Só isso já adiciona pelo menos 4 segundos ao delay.

A redução no tamanho dos pacotes, porém, implicaria em diminuir a eficiência da transmissão – pense no volume de pacotes a mais que precisariam ser enviados caso eles tivessem apenas 1 segundo. Por isso, a BBC ainda propõe um envio mais “progressivo”, para que os sistemas não precisem baixar todo o pedaço do conteúdo antes de começar a reproduzi-lo.

Parece até uma proposta distante, que dependeria de um recurso que não existe. Mas já há tecnologia para isso, e Poole inclusive cita o sistema de “chunked transfer encoding”, parte do já consolidado protocolo HTTP 1.1, como base para uma das soluções da emissora. O que esse recurso faz é “antecipar” o envio de cada pedaço de mídia, para que o receptor possa reproduzir cada um de forma independente, sem precisar pré-carregar tanto.

Outras propostas da BBC também incluem aproveitar melhor velocidades de conexão mais altas – segundo Poole, o pré-carregamento em bandas mais largas muitas vezes é desnecessário – e otimizar os processos de codificação.

As soluções serão demonstradas em um evento em Amsterdã, o IBC, ainda nesta semana, mas a emissora não deu datas para implementá-las. É de se imaginar, no entanto, que logo consigamos assistir futebol por streaming sem medo de ouvir o vizinho gritando gol.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ