Drones

Empresa israelense cria drone 'suicida' que se lança sobre os inimigos

Bruna Lima, editado por Rafael Rigues 16/08/2019 09h21
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A empresa Elta está integrando essa funcionalidade ao seus sistema 'Drone Guard', que já é usado em diversas agências de defesa do mundo todo

A Elta Systems, uma divisão da Israel Aerospace Industries (IAI), está planejando um novo recurso para seu sistema ‘Drone Guard’, que já foi vendido para agências de defesa em todo o mundo. Agora será possível identificar a trajetória de voo do alvo e lançar uma aeronave em direção a ele para derrubá-lo.


A empresa, já vendeu 100 sistemas de proteção para várias agências de defesa estrangeiras. O sistema detecta e derruba drones usando o bloqueio de frequências e guerra eletrônica, mas a nova atualização prevista para ser introduzida nos próximos meses envolve um drone "suicida" chamado Bird, que derruba inimigos após identificar sua trajetória de voo.

O novo sistema identifica de forma independente um único drone ou um grupo na decolagem, e pode classificá-los por tipo e até prever a rota. O sistema usa um radar e uma combinação de ferramentas ópticas que ajudam a diferenciar entre o drone e outros objetos no ar, caso o inimigo tente enganar o sistema com balões, pipas ou outros objetos.

Além de derrubar um veículo inimigo, o sistema oferece outras funções operacionais. Isso inclui o bloqueio de frequências (jamming) ou disparar contra o inimigo com um rifle em solo, acoplado à uma mira especial que consegue acompanhar o alvo no ar. O principal desafio no combate à ameaça dos drones é a identificação, portanto, ele também conta com uma cobertura de 360 graus.

"É preciso lembrar que esta não é uma ameaça que está próxima, em termos de gravidade ou danos, a um míssil ou foguete antiaéreo", disse um alto funcionário da Elta. "Todo sistema anti-drone tem suas vantagens e desvantagens, então combiná-los otimiza a solução".

O sistema "Drone Guard", que pode ser usado em modo automático ou semi-automático ao lado de um soldado, já provou sua eficácia durante a conferência do G20 na Argentina no final de 2018. "O sistema já sabe como se adaptar bem ao ambiente e diferenciar entre amigos e inimigos", disse o representante da empresa responsável.

A Elta também desenvolveu uma capacidade inovadora para "roubar" um drone, mas essa ainda não foi totalmente operacionalizada.

 

Via: YNet

Israel Drone militar guerra
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você