Trybe

Escola oferece curso com pagamento somente depois da conclusão

Roseli Andrion 25/10/2019 17h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A formação em desenvolvimento de software da Trybe não requer pagamento durante a qualificação: aluno só passa a pagar quando tiver renda própria de, pelo menos, R$ 3.500

Quem sonha em ser um profissional do mercado digital precisa se qualificar. Os cursos, entretanto, podem ser caros. Para ajudar os interessados, a escola Trybe tem uma proposta inovadora: oferece formação em desenvolvimento de software full-stack e permite que o aluno pague por ela somente depois que tiver renda própria.

Assim, ele não precisa pagar pelo estudo durante o período em que está se qualificando — mas, se preferir, pode fazê-lo em até 12 parcelas. A ideia é que o estudante só pague quando tiver ganhos de, pelo menos, R$ 3.500. A Trybe, então, só ganha quando os alunos ganham. O modelo tem como base o Acordo de Divisão de Renda (Income Share Agreement - ISA), comum nos EUA.

A proposta surgiu da inquietação em relação à empregabilidade no Brasil. A Trybe pretende trabalhar ativamente desde o início do programa para preparar e conectar os alunos com empresas parceiras — assim, há mais chances de que eles tenham acesso a trabalho quando concluírem a formação.

Atualmente, a Trybe está em Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP). A formação inclui atividades presenciais e online, mentorias individuais e desafios práticos, para acelerar a carreira do aluno de desenvolvimento de software em até 12 meses. A primeira etapa do processo seletivo é o preenchimento de um formulário no site da escola. Para participar, clique aqui.

Cursos Software Desenvolvimento Tecnologia escola
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você