Especialistas alertam para falhas de segurança do iMessage, da Apple

O iMessage, aplicativo de conversas entre dispositivos da Apple, pode conter falhas cruciais de criptografia que tem o poder de expor dados e conversas privadas de usuários do serviço. Segundo especialistas da área, o aplicativo precisa ser inteiramente refeito pela fabricante do iPhone para se tornar efetivamente seguro.

A constatação foi obtida por pesquisadores da Johns Hopkins University, nos Estados Unidos, que descobriram modos de quebrar a criptografia do aplicativo. Com isso, foi possível interceptar e visualizar imagens, vídeos e mensagens de texto enviadas pelo serviço. Nos testes realizados, os cientistas conseguiram recuperar 232 de 256 chaves de criptografia em 35 horas.

Também foi descoberto um modo de obter as combinações para decriptar as mensagens utilizando "força bruta", método que consiste em testar milhões de combinações de caracteres em velocidades extremas.

“Nossa maior recomendação é que a Apple troque completamente o iMessage por outro serviço de mensagens que tenha sido desenvolvido e testado”, afirma o líder das pesquisas Matthew Green.

Essa não é a primeira vez que o iMessage é alvo de polêmicas envolvendo segurança digital. Em 2013, pesquisadores haviam dito que a empresa conseguia ler as mensagens dos usuários, fato que foi negado pela companhia que afirmou não ter intenção de fazer isso.
 
Reprodução

Via Motherboard 

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ