Estudantes brasileiros desenvolvem microscópio com R$ 25

Equipamentos tecnológicos ou de ciências podem ser objetos caros. Um microscópio, por exemplo, chega a custar mais de R$ 7 mil – o que dificulta a aquisição deste tipo de equipamento para escolas públicas. Porém, estudantes do Ifap (Instituto Federal do Amapá) encontraram uma maneira de baratear os microscópios.

Os estudantes Carlos Eduardo Pereira e Thais Rodrigues, ambos com 16 anos, do curso técnico de nível médio em Edificações do campus de Macapá desenvolveram um microscópio caseiro de baixo custo. Eles montaram protótipos, que custaram entre R$ 18 e R$ 24, usando sucatas e materiais baratos, como capas de CDs e lanternas.

As lentes de ampliação foram retiradas de aparelhos de CD e DVD, sendo que o usuário precisa de um celular com câmera para conseguir usar o dispositivo. Além do preço acessível, o microscópio montado pela equipe é de fácil replicação, portátil e funciona sem energia elétrica. O objetivo é que o projeto do microscópio possa ser levado para a rede pública de educação.

O projeto foi vencedor da V Feira de Ciências e Engenharia do Estado do Amapá na categoria Ciências Biológicas Ensino Médio. Além disso, os alunos também participaram da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia da Universidade de São Paulo, que aconteceu na capital paulista na primeira quinzena de março.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ