Estudo brasileiro desafia mistério sobre a evolução de dinossauros

Pesquisadores de universidade gaúcha promoveram análises da relação evolutiva entre silessaurídeos e dinossauros do grupo ornitísquios

Victor Pinheiro 01/09/2020 21h09
Ossada de dinossauro
A A A

Um estudo de pesquisadores brasileiros da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, sugere que os silessaurídeos, antes considerados apenas parentes próximos, podem ser os ancestrais dos dinossauros ornitísquios. A hipótese confronta um antigo mistério sobre a linhagem evolutiva desses seres.


Os saurísquios e os ornitísquios correspondem aos dois ramos evolutivos primários dos dinossauros. As criaturas são classificadas de acordo com características do quadril. Enquanto os saurísquios apresentam semelhanças com répteis, os ornitísquios têm estruturas mais parecidas com as de aves.

Estima-se que os dinossauros surgiram no Período Triássico, por volta de 245 a 230 milhões de anos atrás. O fóssil mais antigo de ornitísquios, entretanto, tem idade aproximada de 206 milhões de anos. Ainda assim, acredita-se que as criaturas já existiam há milhões de anos por meio de uma linhagem fantasma, ou seja, de ancestrais dos quais nenhum fóssil foi descoberto até o momento.

Os pesquisadores brasileiros, no entanto, defendem que a linhagem primitiva dos ornitísquios corresponde justamente aos silessaurídeos. Afinal, a ciência já identificou fósseis desses animais com cerca de 230 milhões de anos. Para sustentar a hipótese, os cientistas analisaram as relações evolutivas entre os ornitísquios e os silessaurídeos a partir de metodologias computacionais com dados paleontológicos, incluindo informações morfológicas e genéticas de fósseis já identificados.

Em entrevista à revista Galileu, os pesquisadores disseram que as informações sobre os dois grupos formaram uma banco de dados inédito e abrangente.

Os resultados do estudo sugerem que os silessaurídeos desenvolveram características típicas de ornitísquios ao longo de milhões de anos. Com isso, a pesquisa propõe classificar os animais como dinossauros. À Galileu, o autor principal da pesquisa, Rodrigo Temp Muller, diz que a principal importância do estudo é conferir explicar o motivo pelo qual cientistas não tinham fósseis de ornitísquios primitivos.

O cientista afirma, no entanto, que o tema é complexo e que ainda são necessárias mais pesquisas para confirmar a hipótese. Ele diz que descobertas futuras de fósseis de dinossauros devem tornar a matriz da pesquisa ainda mais ampla e fornecer uma visão mais abrangente sobre a origem dos seres.

Via: Galileu/Unicamp

dinossauro dinossauros
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você