Estudo da Tesla: novas baterias podem viabilizar a aviação elétrica

Mesmo com aprimoramentos, as novas baterias ainda não atenderiam à densidade energética necessária estimada pelo presidente da Tesla, Elon Musk

Victor Pinheiro 13/08/2020 18h08
Fábrica tesla
A A A

Nesta quarta-feira (12), pesquisadores da Tesla divulgaram um estudo com caminhos para aumentar a densidade de energia das baterias da companhia. A pesquisa destacou, sobretudo, o potencial de células de baterias a base de lítio sem ânodo. Entretanto, um ponto importante da pesquisa passou despercebido, como bem destaca o site Electrek.


Os cientistas mencionam que o aprimoramento das baterias pode viabilizar a aviação elétrica urbana. "Essa alta densidade de energia pode aumentar o alcance dos veículos elétricos em aproximadamente 280 km ou até mesmo viabilizar a aviação urbana eletrificada.", afirma o documento.

O trecho refere-se especificamente a iniciativas de táxi aéreo. Esse serviço é baseado em veículos de decolagem e aterrissagem vertical, também conhecido como eVTOL, que podem fazer o transporte de passageiros entre curtas distâncias. Enquanto algumas companhias já apresentaram veículos comerciais para táxi aéreo, o CEO da Tesla, Elon Musk, já esteve por dentro da discussão de aeronaves elétricas.

Em 2012, o empresário chegou a comentar publicamente que tinha pensado no design de um veículo aéreo elétrico. Seis anos depois, em entrevista ao site Vox, ele disse que gostaria de desenvolver um eVTOL supersônico elétrico, mas que sua cabeça "definitivamente explodiria" caso ele se comprometesse com o projeto.

Reprodução

CEO da Tesla, Elon Musk, é a sétima pessoa mais rica do mundo, segundo o Bloomberg. Imagem: Cnet

No mesmo ano, durante sua polêmica participação no The Joe Rogan Experience, Elon Musk explicou que as baterias de carros elétricos ofereciam uma densidade de energia de cerca de 250 Wh/kg e uma aeronave precisaria de ao menos 400 Wh/kg. Ele destacou, no entanto, que o ideal seria um patamar próximo de 500 Wh/kg.

O estudo recente de pesquisadores da Tesla aponta que as células de baterias de íon-lítio sem ânodo podem atingir a marca de aproximadamente 360 Wh/kg. Portanto, mesmo com a inovação ainda seria necessária uma evolução de mais de 10% na densidade de energia dos equipamentos para atender os limites pontuados por Elon Musk.

Em 2019, o próprio empresário mencionou no Twitter a estimativa de cinco anos até que as aeronaves urbanas elétricas sejam viáveis.

Via: Electrek

Tesla elon musk carros elétricos táxi voador
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você