Huawei

Executivo da Huawei é processado por roubo de segredos comerciais

Redação Olhar Digital 23/05/2019 10h15
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A empresa CNEX Labs, fundada por um ex-funcionário da Huawei, acusa Eric Xu de ajudar a supervisionar uma suposta operação para roubo de segredos comerciais

Um executivo da Huawei estava envolvido em uma conspiração para roubar segredos comerciais, afirma a CNEX Labs, uma startup de eletrônicos sediada na Califórnia. A CNEX foi fundada por um ex-funcionário da Huawei. Ambas as empresas entraram com ações judiciais por roubo de segredo comercial. Agora, segundo o The Wall Street Journal, Eric Xu, figura do alto escalão da Huawei, foi acusado de ajudar a supervisionar um suposto roubo de informações comerciais.  


A reportagem do jornal cita algumas informações que oferecem detalhes sobre o caso. De acordo com seu artigo, o CNEX afirma que Xu "instruiu um engenheiro da Huawei a analisar as informações técnicas da CNEX". O engenheiro supostamente se apresentava como um potencial cliente da empresa apenas para coletar detalhes sobre suas operações.

O CNEX também diz que Xu foi informado sobre uma conspiração para coletar informações da Universidade de Xiamen, que havia obtido uma placa de memória de computador da CNEX. Ainda segundo o jornal, os advogados da Huawei admitiram que Xu solicitou as informações sobre a CNEX, mas negaram que quaisquer segredos comerciais foram roubados.

A Huawei, por sua vez, entrou com um processo contra o cofundador da CNEX, Yiren Huang, em 2017, alegando que Huang contratou funcionários e usou suas patentes para construir a tecnologia de HDs SSD da CNEX.

A empresa respondeu as acusações com um outro processo contra a Huawei, alegando que eles haviam desviado sua tecnologia e estavam tentando reunir mais informações através do processo. O julgamento das reivindicações da CNEX está marcado para o dia 3 de junho, no Texas.

Neste momento, o caso provavelmente não é o principal problema da Huawei. O presidente Donald Trump assinou uma ordem que proíbe empresas americanas de negociarem com a Huawei, por conta de supostas denuncias de que a empresa utiliza sua tecnologia de telecomunicações facilitar a espionagem chinesa.

Com isso, diversas empresas já se distanciaram dos negócios da chinesa, como a ARM e a Microsoft. Além do Google revogar a permissão da empresa de usar seu sistema operacional, o Android. Mesmo com essa proibição, a empresa possui uma carta na manga. Vamos aguardar para ver se a empresa vai começar a se produzir os próprios componentes ou vai se aliar a fabricantes chinesas de hardware. 


Via: The Verge

Huawei Processos CNEX
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você