Facebook ajuda polícia brasileira a evitar suicídio em Santa Catarina

Dez dias atrás, o Facebook anunciou uma série de medidas para combater a "onda" de suicídios transmitidos ao vivo pela rede social. A empresa se comprometeu a construir ferramentas de software capazes de identificar situações como essas e ajudar as autoridades e as possíveis vítimas.

Nesta semana, pela primeira vez se teve notícia sobre essas ferramentas sendo usadas no Brasil. O governo de Santa Catarina revelou que o Facebook ajudou a polícia de uma cidade do meio-oeste do estado a evitar que um homem de 40 anos transmitisse sua própria morte pela internet.

Ao detectar que o homem (que não teve seu nome divulgado) estava prestes a transmitir uma tentativa de suicídio, o Facebook alertou a polícia dos Estados Unidos, que comunicou de imediato o fato à Diretoria de Informação e Inteligência (DINI) da Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina (SSP).

O órgão então direcionou a polícia civil da cidade até a casa do catarinense, onde a tentativa de suicídio foi confirmada e evitada a tempo. "O Corpo de Bombeiros o conduziu até o hospital, onde ele foi medicado e realizado o acompanhamento psicológico", explicou um policial que participou da ação.

As ferramentas de prevenção de suicídio do Facebook foram anunciadas em 10 de março, após diversas histórias de pessoas que estavam transmitindo a própria morte pelo recurso de vídeos ao vivo da plataforma. A empresa conta com inteligência artificial e até denúncias dos próprios usuários para identificar e agir em possíveis casos como esse.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ