FBI prende responsável por vazar filme que deu Oscar a Leonardo DiCaprio

Em dezembro, vários filmes que ontem disputavam Oscars vazaram na internet em alta qualidade, alguns antes mesmo de estrear nos cinemas. Agora o FBI diz ter prendido uma das pessoas envolvidas com o caso.

Um homem de 31 anos chamado Kyle Moriarty que trabalhava como coordenador de produção em Hoollywood foi apontado como responsável por vazar os longas “Snoopy e Charlie Brown: Peanuts, o Filme” e “O Regresso” - que deu o Oscar de melhor ator a Leonardo DiCaprio.

Segundo reporta o TorrentFreak, Moriarty trabalhava próximo ao estúdio da Paramount e assinou um termo em que se declara culpado pelos vazamentos. Ele fez cópias de edições especiais para um dispositivo USB e, de casa, fez upload para o tracker Pass The Popcorn (PTP) - de onde as obras poderiam ser encontradas em sites de torrent.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos divulgou um comunicado afirmando que a Fox teve prejuízo de US$ 1,12 milhão apenas com o vazamento de “O Regresso”.

Moriarty, entretanto, não está ligado ao Hive-CM8, grupo que vazou filmes como “007 Contra Spectre”, “Steve Jobs”, “Spotlight”, “Creed”, “A Garota Dinamarquesa”, "Os Oito Odiados" e “Ponte dos Espiões” - todos aparecem na lista semanal dos filmes mais pirateados e disputavam prêmios na Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ