Ferramenta ao vivo do Facebook é usada para transmitir crimes

O Facebook Live, recurso de transmissão ao vivo do Facebook, está sendo utilizado para tornar públicas algumas atividades criminosas. Na noite da última terça-feira, 14, após esfaquear um comandante da polícia francesa e sua esposa até a morte, o terrorista Larossi Abballa começou a transmitir ao vivo, jurando lealdade ao Estado Islâmico e encorajando outras pessoas a cometer atos de terrorismo semelhantes, tendo como alvo policiais, políticos, jornalistas e músicos.

Abballa, que usava o nome Homamed Ali, foi morto pela polícia e sua conta do Facebook foi desativada.

Palco de crimes

Esta não é a primeira vez que as ferramentas de transmissão ao vivo, como o Facebook Live e o Periscope, são usadas para transmitir atividades ilegais. Em maio, três menores utilizaram o Facebook para transmitir atos sexuais. Assassinatos e estupros também foram reproduzidos em tempo real pela internet.

O que fazer?

Assim como acontece com as postagens criminosas ou que violem a política do Facebook, é preciso que os próprios usuários reportem o conteúdo como ofensivo. A partir das denúncias, a rede social toma atitudes e retira a publicação do ar.

Via TheNextWeb

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ