Fundadores de Uber e Tesla serão consultores de Donald Trump

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump fez alguns inimigos no setor de tecnologia durante sua campanha eleitoral. Mas ainda assim, o Vale do Silício vai acompanhar de perto o mandato do republicano.

Depois de uma reunião com executivos de tecnologia realizada na última quarta-feira, 14, Trump anunciou que os presidentes da Tesla e do SpaceX, Elon Musk, e da Uber, Travis Kalanick, farão parte do seu Conselho Consultivo.

O Conselho faz parte do fórum de estratégia e política que tem como objetivo aconselhar o futuro presidente sobre assuntos econômicos. Também fazem parte do grupo executivos de empresas como JP Morgan, Wal-Mart, PepsiCo e General Electric.

Musk e Kalanick são escolhas interessantes pelo fato de que ambos foram contrários à candidatura de Trump, sendo que o CEO da Tesla chegou a dizer durante a campanha que o republicano não era o “cara certo” para a presidência, enquanto Kalanick, da Uber, falou que iria se mudar para a China caso ele fosse eleito.

Em março deste ano, Musk se uniu a Larry Page, CEO da Alphabet (Google), Tim Cook, da Apple, entre outros grandes bilionários, para tentar barrar o avanço de Trump enquanto ele ainda era apenas um pré-candidato. Os executivos das gigantes de tecnologia se posicionaram contra Trump por conta de suas políticas controversas, como leis anti-imigração, repatriação da fabricação de produtos eletrônicos, cibersegurança e espionagem.

Além disso, na última terça-feira, 13, mais de cem funcionários de empresas de tecnologia, incluindo Google, Twitter e Salesforce, assinaram uma carta aberta se recusando a ajudar o presidente a construir um registro para rastrear pessoas baseado em suas religiões ou colaborar em deportações em massa.

Via The Next Web

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ