George Lucas compara vender Star Wars a vender filhos a traficante de escravos

A Disney pode estar satisfeita com o desempenho do novo Star Wars nos cinemas. Sucesso de bilheteria e crítica, o filme quebrou inúmeros recordes ao redor do mundo. No entanto, sabe quem não está feliz com o sucesso? George Lucas, criador dos primeiros filmes deste universo. Em entrevista, ele ainda se mostrou reticente em ter vendido os direitos da franquia.

George Lucas, que sempre foi bastante protetor com sua franquia, disse que vender os direitos de Star Wars para a Disney foi como vender seus “filhos” para “senhores de escravos”.

Segundo ele, a Disney não teve interesse em envolvê-lo na produção do novo filme, ignorando as ideias de Lucas para o prosseguimento da série. Na entrevista, ele pareceu resignado com o fato de que não tem mais o poder de interferir no caminho que Star Wars tomará daqui para frente.

“Eles não estavam interessados em eu me envolver no projeto. Se eu tentar, eu só vou causar problemas, porque eles não irão fazer o que eu quero. E eu não tenho mais o controle para fazer mais isso, e tudo que eu conseguiria é estragar tudo. Então eu disse 'Ok, eu tomarei o meu caminho e deixarei eles tomarem os caminhos deles'”, explicou.

Com aprovação de George Lucas ou não, Star Wars: O Despertar da Força é um sucesso, com mais de US$ 1 bilhão em bilheteria em duas semanas nos cinemas no mundo todo. O resultado impressiona ainda mais ao lembrar que a franquia inteira foi comprada por US$ 4 bilhões em 2012. A tendência é que esse investimento se pague muito rápido, porque a Disney também terá direitos sobre merchandising oficial da série, jogos e, principalmente, outros filmes e animações vinculadas a Star Wars.

Via Variety 

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ