Google bane 600 apps do Google Play e de suas redes de publicidade

Aplicativos violavam as políticas da empresa contra anúncios intrusivos, que podem prejudicar ou interferir no uso dos recursos de um aparelho

Rafael Rigues 21/02/2020 11h02
Google Play
A A A

O Google anunciou nesta quinta-feira (20) que 600 apps foram removidos da loja de apps do Android, a Google Play Store, bem como de suas plataformas de monetização de publicidade, Google AdMob e Google Ad Manager. Segundo a empresa, estes apps violavam suas políticas quanto a anúncios intrusivos ou intersticiais.


Anúncios intrusivos, segundo o Google, são aqueles “exibidos aos usuários de maneiras inesperadas, inclusive prejudicando ou interferindo no uso dos recursos de um aparelho.” A empresa afirma ter visto um crescimento no número de anúncios “fora de contexto”, ou seja, que são mostrados mesmo quando o usuário não está utilizando o aplicativo que os exibe. Por exemplo, um anúncio vindo de um app de papel de parede, que aparece quando o usuário vai fazer uma chamada.

Já os anúncios intersticiais são aqueles exibidos entre uma atividade e outra no app. Por exemplo, entre uma fase e outra em um jogo. O Google proíbe a exibição destes anúncios ao carregar ou fechar um app, bem como a exibição recorrente ou “inesperada”, que surpreende o usuário quando ele está concentrado em uma tarefa.

Segundo a empresa, uma “inovadora tecnologia de aprendizado de máquina” desenvolvida por seus engenheiros é capaz de detectar quando os apps mostram anúncios fora de contexto, e teria sido responsável por identificar os apps banidos nesta quinta-feira.

Fonte: Google

Google Propaganda Google Play play store android app adware app
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você