Google espionagem

Google confirma fim do projeto que facilitaria a vigilância na China

Clara Guimarães, editado por Cesar Schaeffer 18/07/2019 12h07
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Projeto Libélula do Google supostamente vincularia o nome do usuário ao histórico de buscas, para que a vigilância do governo chinês online fosse mais fácil

O projeto do Google para construir um mecanismo de busca censurado para o mercado chinês foi oficialmente cancelado. O executivo da empresa, Karan Bhatia, declarou em audiência perante o Comitê Judiciário do Senado nesta semana que o apelidado “Projeto Libélula” havia efetivamente terminado.


O desenvolvimento desse projeto foi duramente criticado nos EUA, já que a ideia era facilitar a vigilância do governo chinês aos cidadãos. O Projeto Libélula, teoricamente, vincularia números pessoais de telefone com o histórico de busca dos usuários. Ele teria sido desenvolvido em parceria com uma empresa chinesa não identificada.

Em 2018, o Intercept noticiou o fim do “Projeto Libélula”, e o Google confirmou a informação em março deste ano. Porém, alguns funcionários ainda acreditavam que o mecanismo de busca continuava sendo desenvolvido em segredo. A fala de Bhatia foi a primeira confirmação oficial do fim.

EUA e a China estão no meio de uma guerra comercial, e, mais que isso, os Estados Unidos sempre prezaram pela liberdade, algo que o “Projeto Libélula” tiraria totalmente dos cidadãos chineses.

O Google lançou um mecanismo de busca na China uma vez antes, em 2006, mas saiu do mercado chinês em 2010 depois de ser hackeado. E mesmo que o Google ainda esteja interessado na China, está longe de parecer que a China está pronta para permitir que o Google volte pra lá.

Fonte: MIT Technology Review

Google Buscadores China projeto eua x china google search
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você