Google Search

Google está sob investigação por planos de novo padrão de internet

Clara Guimarães, editado por Matheus Luque 30/09/2019 10h09
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Gigante da tecnologia quer utilizar novo protocolo que exclui provedores DNS, o que garantiria acesso a dados que gerariam uma vantagem competitiva injusta

Os planos do Google para utilizar um novo Protocolo de Internet preocuparam alguns investigadores antitruste do Congresso norte-americano, que temem que isso possa dar à empresa acesso a dados que forneceriam uma vantagem competitiva injusta, segundo o Wall Street Journal.


A empresa quer utilizar um novo padrão chamado DNS-over-HTTPS (DoH) para oferecer melhor segurança aos usuários, porém isso poderia dar acesso a dados que gerariam um vantagem injusta para o Google, violando leis antitruste.

O que é provedor DNS?

Atualmente, a maioria das pessoas possui um provedor DNS atribuído pela própria companhia que fornece internet. Ele, basicamente, traduz a URL na barra de busca para um endereço IP que o computador entenda e, então, direciona o usuário ao site correto.

Portanto, se você utiliza um provedor DNS padrão, isso significa que a sua fornecedora de internet tem acesso aos seus dados de pesquisa e históricos. Além disso, esse mapeamento realizado normalmente não é criptografado, o que facilita ainda mais a invasão de hackers.

O que é o novo protocolo sugerido pelo Google (DoH)?

O novo protocolo, chamado de DNS-over-HTTPS, visa melhorar a privacidade da internet e tornar mais difícil para hackers falsificarem sites ao criptografar o tráfego. A empresa planeja começar a testar o novo protocolo com os usuários de seu navegador Chrome no próximo mês.

A preocupação é que o Google substitua provedores de DNS automaticamente pelo novo protocolo. Assim, com o novo padrão, as companhias de cabo e sem fio perderiam muitos dos dados de navegação do usuário, enquanto o Google manteria o acesso a eles, gerando uma vantagem injusta.

Investigação antitruste

Por essa razão, os investigadores do Comitê Judiciário da Câmara pediram ao Google, em uma carta de 13 de setembro, mais informações sobre sua "decisão de adotar ou promover a adoção" do protocolo, informou o WSJ.

"O Google não tem planos de centralizar ou alterar os provedores de DNS das pessoas para o Google por padrão", respondeu um porta-voz do Google. "Qualquer alegação de que estamos tentando nos tornar o provedor DNS criptografado centralizado é imprecisa".

Os líderes do Comitê Judiciário da Câmara estão conduzindo investigações sobre competitividade injusta do Google, bem como da Apple, Amazon e Facebook, analisando se as grandes empresas de tecnologia estão envolvidas nessas condutas. 

Via: Cnet

Navegadores Google Chrome Buscadores DNS Tecnologia empresa criptografia navegação EUA Investigação antitruste
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você