Google negocia remunerar sites de notícias

Apesar de direcionar uma enorme quantidade de usuários para os sites de notícias com a sua plataforma, o Google nunca remunerou os produtores do conteúdo

Renato Mota, editado por Cesar Schaeffer 14/02/2020 14h02
Google News
A A A

O Google está em contato com jornais e agências para regulamentar o pagamento de uma taxa de licenciamento pelo conteúdo de notícias em sua plataforma. A informação vem do Wall Street Journal, que conversou com pessoas do setor, que confirmaram que as negociações estão avançadas.


A maioria das conversas está acontecendo fora dos Estados Unidos, especialmente na França e em outros países da Europa. A decisão segue uma resolução do Facebook, que também passará a remunerar editores por conteúdo.

“Queremos ajudar as pessoas a encontrar jornalismo de qualidade e apoiar uma indústria de notícias sustentável. Estamos profundamente preocupados com isso e estamos conversando com parceiros e procurando maneiras de expandir nosso trabalho contínuo com editores, aproveitando programas como a Google News Initiative”, disse ao WSJ Richard Gingras, vice-presidente de notícias do Google.

No ano passado, o Facebook lançou o Facebook News, uma aba no aplicativo da empresa que é inteiramente dedicada a notícias. A iniciativa envolveu acordos com parceiros como The New York Times, The Journal, The Washington Post, BuzzFeed e Business Insider, que publicarão parte de seu conteúdo na rede social e, em alguns casos, removerão o paywall se as matérias tiverem um.

Via: WSJ/Deadline/TheStreet

Google Facebook notícias imprensa
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você