pixel 4

Google revela Pixel 4 com radar integrado e modo de astrofotografia

Renato Santino 15/10/2019 12h20
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Celular conta com tela com taxa de atualização de 90 Hz e, pela primeira vez, tem duas câmeras traseiras

O Google anunciou nesta terça-feira (15), durante o Made by Google 2019, o celular menos secreto da história: o Pixel 4, que vazou amplamente e múltiplas vezes nos meses antes do lançamento. O aparelho é, segundo a empresa, o primeiro smartphone a contar com um radar integrado, que servirá para detectar movimento e permitir novas formas de interação com o celular, como pedir para o celular para avançar para a próxima música apenas passando a mão sobre o aparelho.


Desde o primeiro, Pixel, o Google tem um foco muito grande na câmera de celular, e o Pixel 4 não é diferente. Pela primeira vez, a empresa incluiu duas lentes no aparelho, sendo que uma delas é uma telefoto voltada para a criação de um zoom de até 2x, misturando tecnologia de zoom óptico e digital.

O celular também conta com um modo HDR+ em tempo real, que mostra como a imagem vai ficar mesmo antes do clique, e um novo modo de “astrofotografia”, que proporciona longa exposição à luz e permite capturar um céu estrelado com alta qualidade. A ferramenta se integra ao modo Night Sight, que é uma marca da linha Pixel e proporciona grande qualidade de fotos mesmo em ambientes muito escuros.

Reprodução

São dois modelos do Pixel 4: o padrão, mais básico, tem uma tela de 5,7 polegadas com resolução de 1080p, enquanto a versão mais parruda tem tela de 6,3 polegadas com resolução Quad-HD. Em ambos os casos, o painel é de OLED, com taxa de atualização de 90 Hz, mas a tela pode se ajustar para uma taxa de apenas 60 Hz em alguns momentos com o objetivo de economizar bateria.

Em termos de especificações, os dois aparelhos são quase idênticos. Ambos têm por dentro um processador Snapdragon 855 aliado a 6 GB de memória RAM, com 64 GB ou 128 GB de armazenamento interno, sem slot para expansão para cartão microSD. O aparelho também tem suporte a dual-SIM, mas com espaço para apenas um chip físico; a outra linha deve ser instalada por meio da tecnologia e-SIM. Além da tela diferente, os dois aparelhos são distintos na bateria: o Pixel 4 menor conta com uma bateria de 2.800 mAh, enquanto o XL tem uma bateria de 3.700 mAh.

Muito sobre o celular já se sabia antes do evento, graças a todos os vazamentos. Por exemplo: o novo aplicativo Google Recorder, que já havia sido vazado, está integrado ao Pixel, capaz de gravar áudio e transcrevê-lo em tempo real, o que é um alívio para quem costuma gravar aulas, palestras ou entrevistas. O recurso só funciona em inglês, por enquanto, mas nada impede que comece a se expandir para outros idiomas.

Os novos celulares Pixel chegam ao mercado ainda neste mês nos Estados Unidos, onde eles estarão disponíveis por preços a partir de US$ 800 pela versão mais básica, enquanto o Pixel 4 XL custa a partir de US$ 900. Os aparelhos serão vendidos em três cores: preto, branco e laranja.

Google Smartphones smartphone google pixel Pixel 4 Celular google pixel 4
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você