Huawei P30 Pro

Huawei responde à proibição de uso do Android

Redação Olhar Digital 20/05/2019 09h20
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A empresa informou em comunicado que continuará a fornecer suporte aos aparelhos que já foram vendidos e aos que foram enviados às lojas

Após ter a licença de utilização do Android proibida pelo Google, a Huawei se pronunciou em um comunicado. Os aparelhos da marca não devem mais receber suporte ao sistema operacional — como atualizações e até acesso à Play Store. Além disso, possivelmente, não virão mais com os aplicativos oficiais do Google, como Drive, Duo e Gmail. O motivo é o conflito EUA-China: Donald Trump teme que a empresa use sua estrutura de telecomunicações para espionagem.


O comunicado não fala diretamente das acusações, mas serve para tranquilizar os donos dos celulares da Huawei. A empresa se compromete a manter o suporte às atualizações de segurança e o pós-venda de dispositivos que já estão no mercado e em estoque nas lojas. Confira:

“A Huawei fez contribuições substanciais para o desenvolvimento e o crescimento do Android em todo o mundo. Como um dos principais parceiros globais do Android, trabalhamos de perto com a plataforma de código aberto para desenvolver um ecossistema que beneficia os usuários e o setor.

A Huawei continuará a fornecer atualizações de segurança e serviços de pós-venda a todos os produtos existentes para smartphones e tablets Huawei e Honor, o que cobre os que foram vendidos e os que estão em estoque globalmente. Continuaremos a construir um ecossistema de software seguro e sustentável, a fim de fornecer a melhor experiência para todos os usuários globalmente.”

O Google diz que os proprietários de telefones da marca manterão seu acesso à Play Store e continuarão a receber atualizações de aplicativos. A grande dúvida é sobre as atualizações do sistema operacional, mas os donos de aparelhos Huawei e Honor provavelmente vão ter de esperar o final da disputa, que é a principal responsável pelos boicotes sofridos pela companhia chinesa.

Para se preparar para o que está por vir, a Huawei já trabalha em um novo sistema operacional próprio. Assim, não dependerá de empresas como o Google, segundo Richard Yu, CEO da companhia. Isso pode explicar o que ela diz ao fim do comunicado (que “continuará a construir um ecossistema de software seguro e sustentável”): talvez eles se refiram a seu próprio sistema.

Via: The Verge

Google Android Huawei
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você