iPhone 7 é páreo para a concorrência? Veja o comparativo

A Apple confirmou nesta quarta-feira, 7, o design e as especificações do iPhone 7, nova geração do seu mundialmente famoso smartphone. De acordo com o que foi divulgado sobre o aparelho, colocamos ele frente a frente com os principais concorrentes e mostramos para você como cada um se sai na comparação de números.

É importante lembrar que nem todos os detalhes, como o clock máximo do processador, foram revelados pela Apple a respeito do iPhone 7. Além disso, apenas uma comparação de benchmarking ou um teste direto pode revelar qual smartphone tem a melhor performance entre os concorrentes. Tudo isso só será possível quando tivermos o celular em mãos.

Tela

A Apple manteve-se na mesma relação de medidas das últimas gerações do iPhone, com uma versão em 4,7 polegadas e a outra com 5,5. A opção menor é uma rara exceção na indústria, que já se acostumou a superar a barreira dos 5 polegadas há muito tempo em seus tops de linha.

O trio principal da Samsung, por exemplo - Galaxy Note 7, Galaxy S7 e Galaxy S7 edge -, vêm, respectivamente, com telas em 5,7 polegadas, 5,1 e 5,5. Já em termos de resolução, a Apple continua para trás com um display de Retina Full HD, enquanto a rival coreana usa painéis Super AMOLED em Quad HD.

Entre os outros rivais, apenas o Zenfone 3, da Asus, mantém-se na mesma resolução que a Apple. O Moto Z, da Lenovo, e o Lumia 950, da Microsoft, vêm com telas de AMOLED e resolução Quad HD. Apesar disso, a Apple garante que uma nova arquitetura do iPhone 7 garante cores muito mais vivas e intensas do que a concorrência.

Desempenho e memória

Neste quesito, novamente, temos que comparar apenas os números brutos divulgados. Não há como saber se o iPhone é melhor ou pior do que os rivais sem testá-los diretamente, independentemente das especificações de cada aparelho. Afinal, como já explicamos, o hardware da Apple é complicado de comparar com a concorrência.

Em termos de memória interna (a RAM não foi divulgada), a Apple deu um importante salto e acabou de vez com o iPhone de 16GB - que, como muitos usuários sabem, não é mais suficiente para os dias atuais. O modelo mais básico do novo iPhone vem com 32GB, o mesmo que a maior parte da concorrência, exceto pelo Galaxy Note 7, que vem com 64GB na versão mais barata.

A comparação entre processadores, porém, é um pouco mais difícil. A Apple não dá detalhes sobre a arquitetura do A10, chipset do novo iPhone, limitando-se apenas a dizer que o processador de 64 bits tem 4 núcleos. Apenas por curiosidade (já que número de núcleos não quer dizer muita coisa), os principais Galaxy da Samsung usam processador octa-core (8 núcleos).

O Lumia 950 XL, da Microsoft, e o Zenfone 3, da Asus, também usam processadores de 8 núcleos, enquanto o LG G5 e o V10 vêm com chips de 4 e 6 núcleos, respectivamente. Já o Moto Z, da Lenovo, prefere trabalhar com a mesma economia da Apple, operando com um processador quad-core.

Câmeras

Este é outro fator que depende muito de uma série de detalhes e um teste prático para termos uma avaliação mais precisa. Em termos de número de megapixels, porém, o sensor principal do iPhone 7 tem resolução de 12MP, o mesmo que o S7, S7 edge e Note 7 da rival Samsung.

Outras marcas, porém, apostam em resoluções mais altas. A câmera traseira do Zenfone 3, por exemplo, tem 16MP, assim como os tops de linha da LG. Já o Lumia 950 e o 950 XL têm sensores de 20MP. Apenas o Moto Z é um pouco mais econômico, usando uma câmera de 13MP.

Câmera frontal, por sua vez, é quase uma unanimidade. A maioria das fabricantes colocam sensores de 5MP para selfies nos seus aparelhos, com exceção apenas do Zenfone 3 e do LG G5, que vêm com câmeras de 8MP na parte da frente do celular. Já a Apple aposta numa opção intermediária, e 7MP.

O veredito

Olhando apenas os números, há quem acredite que o iPhone 7 ainda tem um hardware ligeiramente atrasado em comparação com a concorrência. Só que tela menor, câmera com menos megapixels e processador com menos núcleos não são um bom indicativo de como um aparelho funciona, de fato, no dia a dia. A experiência de uso leva em conta diversos outros fatores que independem desses dados.

O iPhone 7 começa a ser vendido lá fora ainda em setembro, quando os primeiros reviews devem começar a surgir na imprensa internacional. Por aqui, porém, ainda não há data para a chegada do novo smartphone da Apple. Fique ligado no Olhar Digital para ficar por dentro das novidades e um comparativo mais conclusivo quando o aparelho chegar ao Brasil.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ