Kim Dotcom

Justiça da Nova Zelândia decide que Kim Dotcom pode ser extraditado aos EUA

Leonardo Pereira 23/12/2015 07h32
Compartilhe com seus seguidores
A A A

O cerco está se fechando em torno de Kim Dotcom. A Justiça neozelandesa decidiu que o criador do Megaupload pode ser extraditado para os Estados Unidos, onde é acusado de uma série de crimes relacionados à pirataria por causa do seu extinto site de compartilhamento de arquivos.

Ficou decidido que Dotcom e outros três companheiros - Mathias Ortmann, Bram van der Kolk e Finn Batato - podem ser obrigados a deixar o país para que os americanos deem sequência a acusações que vão de extorsão a lavagem de dinheiro e, claro, infrações de direitos autorais.

Dotcom enfrenta essas acusações há anos. Em 2012 o FBI fechou o Megaupload informando que o site havia gerado um prejuízo de US$ 500 milhões à indústria do entretenimento e um lucro ilegal de US$ 175 milhões.

O juiz, segundo reporta o Gizmodo, afirmou que há uma vasta quantidade de evidências que suportam o caso, mas Dotcom ainda pode apelar. Se perder, ele pode pegar até 20 anos de prisão.

Pirataria Megaupload kim dotcom
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você