Justiça suspende bloqueio ao WhatsApp no Brasil

A decisão da última segunda-feira, 2, de um juiz de Sergipe que mandou bloquear o WhatsApp no Brasil por três dias já perdeu validade. O desembargador Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima, do mesmo Tribunal de Justiça de Sergipe, decidiu revogar a decisão do colega e liberou novamente o aplicativo.

As operadoras afetadas - TIM, Oi, Claro, Vivo e Nextel - precisam receber a ordem judicial oficialmente para restabelecer o acesso ao app, o que deve acontecer nas próximas horas. Durante a madrugada desta terça-feira, 3, o plantonista Cezário Siqueira Neto, do mesmo tribunal, já havia negado um recurso apresentado pelo Facebook para liberar o WhatsApp.

O bloqueio foi exigido pela Justiça depois que o aplicativo se recusou a entregar dados sigilosos que poderiam ajudar em uma investigação sobre tráfico de drogas. A empresa diz que não tem esses dados, e coube ao juiz Marcel Montalvão determinar o bloqueio de 72 horas como punição pelo descumprimento de ordem judicial.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ