Huawei

LG debocha do momento da Huawei no Twitter, mas apaga publicação

Redação Olhar Digital 24/05/2019 20h15
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Empresa sul-coreana publicou tuíte simulando uma conversa com o Google Assistente para reforçar que sua parceria com o Google continua sólida; logo depois a publicação foi apagada

O conflito entre os Estados Unidos e a Huawei virou a polêmica principal entre as multinacionais de tecnologia. Depois do CEO da Nokia, Rajeev Suri, dizer a investidores que espera se beneficiar da tensão, a LG decidiu fazer uma brincadeira sobre assunto e debochar da marca chinesa.


Por meio da sua conta oficial no Twitter, a companhia sul-coreana publicou uma foto que simula uma conversa amistosa entre ela e o Google Assistente. No bate-papo, a LG pergunta ao aplicativo “quem é seu melhor amigo?” e recebe a resposta “não quero ser precipitado, mas acho que eu e você nos damos muito bem”. Para completar, a postagem diz “LG e Google: um relacionamento que está indo forte há anos”.

Reprodução

Contudo, a LG se arrependeu da brincadeira e, pouco tempo depois de fazer a publicação, apagou o conteúdo e mudou o tom da piada em uma nova postagem.

No novo tuíte, a companhia simula uma conversa com o Google Assistente, mas dessa vez fala apenas sobre como ele está se sentindo. A postagem, no entanto, continua como estratégia de mercado, porque diz que "todo dia é um bom dia para agradecer o pacote de serviços da Google na LG".

Caçoar dos problemas da Huawei foi o modo que a LG encontrou de aproveitar os vetos do Google à empresa chinesa para fortalecer sua reputação perante o público do setor de tecnologia. A intenção óbvia da companhia é reforçar para o mercado de smartphones a sólida parceria entre ela e a empresa responsável do Android.

No começo da semana, o Google anunciou que suspendeu a licença de uso do Android em smartphones da Huawei, o que proíbe a multinacional chinesa de usar as próximas atualizações do sistema operacional em seus produtos. A Microsoft, assim como outras empresas, também entrou na esteira e pode interromper o fornecimento de suas tecnologias à Huawei.

Os vetos começaram depois que os Estados Unidos incluíram a Huawei em uma espécie de lista negra que impede companhias norte-americanas de negociar com a empresa sem autorização do governo. A medida do país foi a mais agressiva de suas investidas contra a multinacional, acusada desde o ano passado de usar seus produtos para fazer espionagem para a China. As consequências a longo prazo do ataque para o mundo da tecnologia são imprevisíveis.

Os desdobramentos da decisão do Google ainda são incertos, mas a Huawei reforçou publicamente várias vezes nos últimos dias que está trabalhando em sua própria infraestrutura para smartphones como plano B a um veto permanente. O sistema deve ficar pronto já no quarto trimestre do ano e ser rodado em um smartphone da marca no segundo trimestre de 2020. A empresa ponderou que a mudança apenas acontecerá se ela for impedida por completo de usar os sistemas da Google e da Microsoft.

Google LG Huawei estados unidos
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você