Lime

Lime deixa de operar no Brasil, seis meses após sua chegada

Rafael Rigues, editado por Maria Lutfi 09/01/2020 17h16
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Além do Brasil, empresa está cessando as operações na Colômbia, Argentina, Uruguai, Peru, México e Áustria, além das cidades de Atlanta, Phoenix, San Diego e San Antonio nos EUA

A Lime, startup de patinetes elétricos que chegou ao Brasil em julho passado, está encerrando suas operações no país. A decisão é parte de uma estratégia de recuo nos investimentos, “para concentrar recursos em mercados que nos permitam atingir nossas ambiciosas metas para 2020”.


Além do Brasil, a Lime deixará de operar na Colômbia, Argentina, Uruguai, Peru, México. Nos EUA, será descontinuada a operação em Atlanta, Phoenix, San Diego e San Antonio. Além disso, a empresa também está deixando a Áustria.

Segundo a revista Exame, a retirada das patinetes das ruas será feita de forma gradual. Em SP eles devem ser removidos nas próximas semanas. Já no RJ, o processo poderá levar alguns meses. 14% da força de trabalho global da Lime é dispensada. Entretanto, não há informações sobre o número de empregos afetados no Brasil.

Fonte: Exame

Mobilidade patinete patinetes elétricos mobilidade urbana lime
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você