Microsoft adquire startup de inteligência artificial de cientista da Siri

A Microsoft adquiriu a Semantic Machines, uma startup de inteligência artificial, para reforçar seus trabalhos de inteligência artificial de conversação. Conforme relata o Business Insider, o objetivo da empresa é de que a assistente virtual Cortana melhore sua capacidade de falar mais naturalmente.

"A maioria dos robôs e assistentes inteligentes de hoje responde a comandos e consultas simples, como fazer um boletim meteorológico, tocar uma música ou compartilhar um lembrete, mas não consegue entender o significado ou realizar conversas", afirma a companhia, que alega que a startup poderá ajudar a deixar a fala das máquinas mais natural.

A Semantic Machines conta com uma equipe experiente em aprendizado de máquinas. Por exemplo, o chefe de tecnologia da empresa, Larry Gillick, é o ex-cientista chefe de fala da Siri, assistente virtual da Apple. A equipe também é composta por professores da Universidade da Califórnia em Berkeley e da Universidade de Stanford.

Vários outros funcionários também trabalharam na Nuance, a empresa de reconhecimento de voz que já alimentou a Siri. Além disso, o diretor-executivo da Semantic, Dan Roth, é cofundador da Voice Signal Technologies, adquirida pela Nuance em 2007.

A Microsoft não revelou o quanto pagou pela startup, mas confirmou que pretende abrir um novo centro de pesquisa de inteligência artificial em Berkeley, Califórnia – cidade onde está a sede da Semantic Machines.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ