EUA vs Huawei

Microsoft continuará atualizando softwares para a Huawei

Luiza Tozzato, editado por Rui Maciel 24/06/2019 19h45
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Porta-voz anuncia medida para os notebooks que já estão no mercado. Para os outros aparelhos, a incógnita continua

Mais um capítulo das sanções econômicas dos Estados Unidos e as implicações para a Huawei. Essa história está sendo acompanhada de perto não só porque milhões de usuários podem sofrer com os reflexos dessas medidas, mas também porque ela tornou-se relevante a nível sociotecnológico.  Não é apenas a imposição de um país sobre uma companhia tecnológica chinesa, e sim algo que, dependendo de como acabará, pode piorar a guerra comercial cujos resultados podem afetar o mundo inteiro.


Seguindo uma “Lista Negra” e uma ordem executiva de Trump, as empresas norte-americanas precisam pedir uma autorização ao governo dos EUA para negociar com a Huawei, o que resultou em muitas delas anunciando o fim de operações com a gigante chinesa, envolvendo vendas de software e hardware.

A Microsoft, que até agora estava em cima do muro, não está mais. Ela não havia comunicado uma decisão para a questão da venda de licença e do suporte do seu Windows para os PCs da Huawei no futuro, mas o porta-voz da empresa deu uma declaração ao portal PCWorld que, com certeza, foi reconfortante para os executivos da fabricante chinesa:

“Continuamos comprometidos em oferecer uma experiência excepcional aos usuários. Nossa avaliação inicial sobre a decisão do Departamento de Comércio sobre a Huawei indicou que podemos continuar oferecendo atualizações de software da Microsoft aos usuários com dispositivos Huawei”.

 

Reprodução


A empresa americana ainda não falou sobre o que acontecerá em relação ao Windows em novos equipamentos, mas, se tudo continuar como está, a decisão não dependerá dela.

Os dispositivos Huawei citados pelo porta-voz da Microsoft são os laptops da linha Matebook, que a Nadella havia retirado de sua loja no EUA e depois retornou com as vendas até que os estoques acabem.

Diante das curtas declarações da Microsoft, é possível entender que os dispositivos atuais continuarão tendo suporte. Mas a companhia ainda não divulgou se eles receberão as futuras atualizações, como as de outubro de 2019 ou de abril de 2020.

Também não está claro o que acontecerá com o Windows e os outros softwares da Microsoft em novos equipamentos da Huawei se o governo seguir em frente com as sanções. O mais provável é que a empresa não comercialize mais as licenças de seus softwares, porque estaria descumprindo a lei, mas, sobre isso, nada foi dito. Importante lembrar que o ARK OS/ HongMeng OS (Sistema Operacional que está sendo desenvolvido pela Huawei) continua uma possibilidade caso Trump siga adiante com a decisão.

A Intel também confirmou à PCWorld que continuará fornecendo atualizações de drivers e de segurança aos PCs da marca que possuam seus componentes.

Fonte: Genbeta

Laptops Microsoft China Huawei estados unidos eua x china huawei
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você