Microsoft contraria Bill Gates e diz que apoia Apple na disputa com o FBI

No início da semana, Bill Gates, fundador da Microsoft, disse que a Apple deveria ceder ao pedido do FBI e desbloquear o iPhone investigado pela agência federal. No entanto, essa não parece ser a posição oficial da companhia que ele ajudou a criar, já que o vice-presidente Brad Smith declarou nesta quinta-feira, 25, "total apoio" à concorrente nesse caso.

Smith foi ouvido em uma audiência no Congresso dos EUA que discute a necessidade da criação de uma lei que garanta ao governo acesso a informações sigilosas durante investigações. Além de declarar apoio à Apple, o executivo disse que a Microsoft vai apresentar um "amicus" (que na Justiça americana representa um "suporte oficial" oferecido por uma testemunha a um caso no qual ela não está envolvida) ainda esta semana em favor da Maçã.

"Nós não acreditamos que a Justiça deva resolver questões relacionadas à tecnologia no século 21 com uma lei que foi escrita na época da invenção da calculadora", disse Smith, em referência ao decreto constitucional dos EUA que permite aos tribunais emitir "toda e qualquer ordem necessária ou apropriada" para garantir o cumprimento da lei. Entenda todo o caso envolvendo a Apple e o FBI clicando aqui.

Via The Verge

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ