Microsoft inclui novos recursos no Office 365, que agora se chama 'Microsoft 365'

Assinatura deixa de ser voltada somente à produtividade e inclui serviços ligados à qualidade de vida

Renato Santino 30/03/2020 18h00
microsoft 365
A A A

O Office 365 está mudando. A Microsoft anunciou nesta segunda-feira (30) a transformação do serviço em Microsoft 365, que visa ir além do apoio ao trabalho e produtividade. Com o novo produto, a empresa promete “uma assinatura para a sua vida”, refletindo um novo direcionamento para equilibrar a vida pessoal e profissional do usuário.


O novo serviço por assinatura da Microsoft começa a valer a partir do dia 21 de abril deste ano. A empresa nota que não haverá alteração no preço em comparação com a assinatura do Office 365, e assinantes do Office 365 serão migrados automaticamente para o Microsoft 365 sem ser necessária qualquer ação.

São dois pacotes voltados para o público consumidor final: o Microsoft 365 Personal, que é restrito a um usuário, com preço de R$ 24 mensais ou R$ 239 por ano, e o Microsoft 365 Family, que pode incluir até seis pessoas, custando R$ 29 por mês ou R$ 299 anual. Vale notar que a empresa havia reajustado recentemente os preços de seus pacotes, mas mudou de ideia de última hora “para apoiar clientes que lidam com o impacto da Covid-19” após questionamento pelo Olhar Digital.

Além dos tradicionais softwares que já são velhos conhecidos dos usuários do Office (Word, Excel, PowerPoint...), o Microsoft 365 acrescenta novos serviços. Um deles é o Microsoft Editor, que visa melhorar o texto com dicas de ortografia e sugestão de palavras, além de trazer orientações para melhorar a concisão e facilitar a compreensão do conteúdo.

A Microsoft também fechou parcerias com outras empresas para incluir serviços no pacote. Entre as confirmações até o momento estão a Adobe, conhecida pelos seus softwares de edição de imagens e vídeos como o Photoshop, com a Headspace, que oferece um aplicativo de meditação, e o Bark, que é um app para monitoramento de crianças. A ideia é incluir mais apps externos dentro do pacote com o passar do tempo.

Mesmo os aplicativos mais tradicionais da empresa estão mudando. Além do Microsoft Editor, que visa não apenas corrigir, mas melhorar os textos dos usuários, a empresa anunciou o Money in Excel. A ferramenta permite conectar o aplicativo a bancos ou cartões de crédito para incluir automaticamente gastos em sua planilha mensal e ter mais controle sobre suas finanças. O recurso foi confirmado apenas nos EUA, sem previsão de outras regiões.

Já o PowerPoint passará a ser mais do que uma ferramenta de edição de slides e poderá ajudar o usuário a treinar para fazer apresentações melhores e mais dinâmicas. Isso funciona analisando a fala do usuário, que pode sugerir, por exemplo, que o apresentador mude seu tom de fala para pontuar de forma mais eficaz as palavras-chave e melhore sua oratória.

Por fim, para mostrar o novo foco do pacote, a empresa também anunciou um app chamado Family Safety, que visa dar a pais uma forma de monitorar como seus filhos estão gastando seu tempo em PCs com Windows, em celulares Android ou no Xbox. O app permite ver os aplicativos e jogos que eles estão acessando com frequência e por quanto tempo.

Microsoft Office office 365 microsoft office microsoft office 365
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você