Sensor aquático do MIT

MIT desenvolve sensor para monitorar alterações marítimas

Luiza Tozzato, editado por Cesar Schaeffer 21/08/2019 15h08
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Pesquisadores acreditam que o aparelho poderá examinar outros planetas futuramente

Pesquisadores do MIT (Massachusetts Institute of Technology), criaram um sensor aquático e um sistema de comunicação que não requer de bateria e quase não necessita de energia.


De acordo com o Instituto, a criação pode ajudar na configuração da Internet das Coisas aquática, além de auxiliar no monitoramento da temperatura do mar e da vida marinha. Por não necessitar de uma troca regular de equipamentos de energia, eles acreditam que a tecnologia pode ser usada até mesmo em águas de outros planetas.

O sistema usa um transmissor para enviar ondas sonoras aos sensores com receptores embutidos, conduzindo uma pequena quantidade de energia no processo. O sensor usa essa energia para enviar uma resposta (ou não) binária de 1 ou 0. A única energia necessária para esse processo é a energia armazenada na onda sonora enviada pelo transmissor.

Essencialmente, esse sistema usa ressonadores piezoelétrico (materiais que servem como base para o funcionamento de diversos sensores), que podem responder à uma onda sonora deformando-se ou mantendo a sua forma e refletindo. A alteração depende exclusivamente das informações contidas no sensor emparelhado com o material piezoelétrico. Isso envia um sinal binário que pode ser colecionado e interpretado.

O próximo passo para a equipe de pesquisa é mostrar que o aparelho pode funcionar em distâncias maiores e em conjunto com outros sensores para transmissão simultânea.

Fonte: TechCrunch

MIT Tecnologia sensor tecnologia marítima sensores
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você