NASA encontra indícios de vida antiga em Marte

A NASA está prestes a comprovar de que não estamos sozinhos do universo. O robô Rover Curiosity encontrou novos indícios preservados em rochas de Marte que sugerem que o planeta abrigou vida antigamente.

Moléculas orgânicas foram encontradas em rochas sedimentares de três bilhões de anos perto da superfície do Planeta Vermelho, além de variações sazonais nos níveis de gás metano, que é formado pela decomposição da matéria orgânica, na atmosfera marciana.

As moléculas encontradas contêm carbono e hidrogênio, mas também podem incluir oxigênio, nitrogênio e outros elementos. Embora comumente associados à vida, as moléculas orgânicas também podem ser criadas por processos não biológicos. “Apesar de não serem necessariamente evidências da própria vida, essas descobertas são um bom sinal para futuras missões explorando a superfície e a subsuperfície do planeta”, explica a agência espacial em comunicado.

Hoje, a superfície de Marte é inóspita, mas há evidências claras de que, em um passado distante, o clima local permitiu que a água se acumulasse na superfície. Dados da Curiosity revelam que, bilhões de anos atrás, um lago de água dentro da Cratera da Gale continha todos os componentes químicos necessários para o início da vida.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ