Netflix

Netflix perdeu usuários no Brasil no fim de 2019, indica pesquisa

Renato Santino 07/01/2020 14h55
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Números podem ser fruto dos aumentos de preços no serviço e ampliação da concorrência

Há alguns anos, a Netflix chegou ao seu limite nos Estados Unidos: basicamente, todo mundo que quer e pode assinar o serviço já assina, forçando a companhia a procurar outros países para continuar sua expansão. No entanto, o cenário parece estar chegando ao seu limite internacionalmente também, e isso inclui o Brasil, um dos maiores mercados para a empresa além dos EUA.


Dados da empresa de análise de dados de tráfego online SimilarWeb obtidos pelo site Business Insider mostram que a empresa está chegando ao seu teto no mercado brasileiro. Tradicionalmente, o último trimestre do ano acompanha um aumento no uso da Netflix, mas em 2019 não foi o que aconteceu. Segundo a análise, houve uma redução de 10% no número de usuários ativos diários do aplicativo móvel em comparação com o terceiro trimestre. Na comparação com o mesmo período de 2018, a queda foi de 5%.

Não há uma explicação clara do motivo pela qual foi notada uma queda na audiência do serviço no período. Uma possibilidade é o aumento da concorrência, especialmente com a estratégia agressiva da Amazon, incluindo o Prime Video com o pacote Prime, que inclui também frete grátis em várias das compras feitas na plataforma com um preço bem abaixo da Netflix. Globo, Fox e HBO também povoam o mercado de streaming e disputam os olhos dos usuários, além de outros nomes novos como Apple TV+ e Disney+ que podem causar mais impacto em um futuro não muito distante.

O preço também viu aumentos consideráveis ao longo dos anos, o que pode ajudar a afastar o consumidor. Se o pacote padrão, com duas telas simultâneas e resolução HD antigamente custava R$ 15 mensais, quando a empresa chegou ao Brasil, em 2011, hoje ele já custa mais que o dobro do preço. Se a empresa apenas reajustasse o preço pela inflação, seguindo o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), esse valor hoje seria de R$ 23,64, mas hoje o plano custa R$ 32,90.

De qualquer forma, a Netflix está longe de estar em uma posição desconfortável no Brasil. Ainda que a empresa obviamente preferisse seguir crescendo até alcançar 100% da população brasileira, números recentes apontam que a companhia tem 10 milhões de assinantes no país, o que é muito mais do que qualquer serviço de TV por assinatura.

As métricas da SimilwarWeb se baseiam no uso do aplicativo da Netflix do celular, que refletem estatisticamente a base de assinantes do serviço. Os dados são obtidos por meio de aplicativos instalados em “centenas de milhões de celulares” e parcerias com empresas como operadoras de internet móvel.

Vídeo Streaming Brasil Netflix
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você