Nintendo Switch é homologado pela Anatel e já pode ser vendido no Brasil

O Nintendo Switch recebeu homologação no Brasil e já pode ser comercializado oficialmente no Brasil. Concedida à empresa M RS Digital LTDA – EPP no último dia 8, a autorização é obrigatória para quem deseja vender um produto com transmissões sem fio no país. A notícia logo reacendeu os rumores de que a empresa japonesa estaria voltando para o mercado brasileiro.

De acordo com o portal de homologações da Anatel, a M RS Digital LTDA – EPP obteve duas autorizações relacionadas ao Nintendo Switch: o consoles e os controles Joy Cons. Ambos são encaixados na categoria de “Transceptor de Radiação Restrita II”, tendo descritas as faixas de frequência nas quais funcionam. O documento indica ainda que o produto será importado, já que a fabricante será a Foxconn Eletronics da China.

Junto com a homologação estão anexados alguns documentos relacionados ao Nintendo Switch: o certificado de conformidade, fotos externas do produto e da fonte, selo da Anatel e um manual. Em um dos arquivos, inclusive, é possível ver o produto já com o selo de autorização posicionado digitalmente. Já o livreto de instruções está em Português do Brasil, o que é uma exigência do Código de Defesa do Consumidor. Contudo, foram encontrados erros de digitação no material.

ReproduçãoDocumento reforça rumores

A notícia da homologação foi encarada pelos fãs da Nintendo como um forte indício de que o console pode ser vendido oficialmente no país. De fato, este é uma medida legal obrigatória para a comercialização no Brasil. No entanto, há casos em que a autorização da Anatel foi dada a aparelhos que nunca chegaram às lojas brasileiras, como os Nexus 5X e Nexus 6P.

Por outro lado, há movimentos do lado da própria Nintendo que reforçam os rumores. Nas últimas semanas, a empresa reabriu parcialmente a loja de jogos virtuais do Switch no Brasil, permitindo o download de games via resgate de códigos. Além disso, a companhia relançou o site oficial voltado para o público brasileiro, porém sem nenhuma menção ao retorno.

ReproduçãoPor fim, os dados da empresa que aparece no documento de homologação do Switch são os mesmos da RedStore, que se apresenta como loja oficial da Nintendo no Mercado Livre. Em seu site e página do Facebook, a RedStore afirma ser uma subdistribuidora da marca Nintendo que atua em parceria com a JVLAT (Juegos de Video Latinoamérica GmbH), que é a distribuidora oficial e exclusiva de produtos da "Big N" na América Latina.

Apesar dos rumores, nem a Nintendo e nem a RedStore se manifestaram sobre o assunto em seu canal oficial. No entanto, a parceria não seria algo inédito, já que a empresa japonesa nunca atuou diretamente no Brasil e seus produtos eram distribuídos por representantes. A última delas, a Gaming do Brasil, deixou de importar os produtos da “Big N” em janeiro de 2015.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ