Polícia desarticula esquema de pirâmide que usava moeda virtual falsa no DF

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu nesta quinta-feira, 21, 13 suspeitos de participação num esquema de pirâmide que usava uma moeda virtual falsa para atrair as vítimas. Inspirada na Bitcoin, a falsa moeda tinha o nome de "Kriptacoin".

De acordo com informações do G1, a quadrilha por trás do esquema movimentou R$ 250 milhões com investimentos de 40 mil vítimas espalhadas pelo Distrito Federal e por Goiânia. A promessa era de rendimentos de 1% ao dia, mas o saldo só poderia ser resgatado após um ano.

A quadrilha ainda prometia um bônus de 10% sobre o valor da "kriptacoin" para quem trouxesse mais investidores para o esquema. No fim das contas, porém, a moeda não existia de verdade, e o grupo ficava com todo o dinheiro dos investimentos. O lucro aumentava proporcionalmente à entrada de novas vítimas no esquema.

Uma das vítimas disse à polícia que investiu R$ 200 mil na moeda falsa. Quando tentou fazer o resgate do seu rendimento, porém, os suspeitos por trás do golpe a impediram e até ameaçaram. Além das 13 pessoas presas, a Justiça também emitiu 18 mandados de busca e apreensão.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ