Rapaz é internado com vício em Netflix na Índia

A maior parte dos assinantes da Netflix já passou pela situação de ficar assistindo a alguma série por um tempo que parece maior do que o que é saudável, mas um rapaz na Índia foi além. Aos 26 anos, ele foi o primeiro caso conhecido de uma pessoa que efetivamente foi internado por estar viciado em assistir ao conteúdo da Netflix.

O caso foi registrado no Serviço pelo Uso Saudável da Tecnologia do Instituto Nacional de Saúde Mental e Neurociências, localizado na cidade de Bangalore na Índia. O rapaz estava gastando aproximadamente sete horas por dia assistindo à Netflix, e esse comportamento já se arrastava por pelo menos seis meses.

Por causa dessa disfunção, o indiano começou a apresentar sintomas preocupantes, como ciclos de sono irregulares, fatiga e cansaço ocular. O médico responsável afirma que o comportamento começou a ser moldado quando o rapaz ficou desempregado por um longo período de tempo, e a Netflix o ajudava a esquecer seus problemas.

Apesar da prática conhecida como “binge-watching”, conhecida entre o público brasileiro como “maratona”, ser bastante comum, o comportamento obsessivo apresentado pelo rapaz fugia bastante do padrão do usuário normal da Netflix. Os dados da empresa dizem que, em média, o assinante passa 50 minutos por dia assistindo ao conteúdo da plataforma.

No entanto, talvez seja o momento de a Netflix começar a pensar em como estimular hábitos de uso saudáveis da plataforma. É uma tendência entre empresas de tecnologia, como é o caso de Apple e Google, desenvolver ferramentas que deem mais controle sobre como o usuário tem gasto seu tempo no celular ou em serviços específicos. Pode ser um passo para um futuro próximo.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ