Realidade aumentada deve ser um dos focos da Apple em 2020

A tecnologia será aprimorada para os novos iPhones e iPads, mas os grandes precursores podem ser os Apple Glasses

Nina Gattis, editado por Cesar Schaeffer 27/01/2020 17h01
Apple AR 2020
A A A

Após considerar a realidade aumentada (AR) como a “próxima tendência”, Tim Cook, CEO da Apple, ficou quieto quanto aos planos de sua própria empresa para essa tecnologia emergente. Pensando no que Cook não disse, o portal Cult of Mac consultou analistas de mercado para saber como a Apple pode aplicar AR em seus futuros produtos.

Para Tom Mainelli, vice-presidente de Pesquisa de Dispositivos e Consumidores da IDC, quando Cook disse que a realidade aumentada irá “permear toda a nossa vida”, ele estava certo. “Isso mudará fundamentalmente a maneira como interagimos com dados e objetos digitais, bem como a maneira como interagimos uns com os outros”, afirmou Mainelli.

David MacQueen, diretor executivo de Aplicativos e Mídia da Strategy Analytics, acredita que parte do aperfeiçoamento da AR pela Apple se dará por meio de sensores de profundidade Time of Flight (ToF), que devem aparecer nos próximos iPhones e iPads. “O primeiro passo para a realidade aumentada é entender essa realidade, mapeando o ambiente em que o usuário se encontra e o que é o reconhecimento de objetos relevantes/úteis nesse ambiente”, disse MacQueen.

Reprodução
E Mainelli concorda, já que espera que “a próxima geração de dispositivos Apple utilize novos sensores que aperfeiçoem ainda mais a experiência com AR”. Além disso, o executivo da IDC acredita que novas ferramentas atreladas à realidade aumentada poderão ser a razão pela qual os usuários trocarão seus smartphones por modelos mais novos.

Os sensores ToF também seriam importantes para a popularização do ARKit, a plataforma de realidade aumentada da Apple. “O ARKit como está pode encontrar superfícies planas e colocar um objeto virtual nele, mas não faz muito mais quando se trata de entender o ambiente. Os sensores ToF podem ajudar o ARKit a ir além disso e abrir novas possibilidades para os desenvolvedores de aplicativos”, opinou MacQueen.

Outra previsão com o qual ambos os analistas concordam é que a chegada dos famigerados Apple Glasses será o marco da evolução da AR na Apple. “Muitos na indústria esperam que o lançamento futuro dos Apple Glasses seja o ponto de inflexão do consumidor AR e eu acredito nisso”, disse Mainelli.

“É com o advento dos óculos AR que vemos a AR decolar como uma tecnologia. O mundo aumentado é difundido (contanto que você mantenha os óculos), o campo de visão aumentou enormemente e a operação com as mãos livres se torna possível. Tudo isso abrirá uma nova gama de funcionalidades para aplicativos AR”, comentou MacQueen.

Por mais que a realidade aumentada seja a grande aposta de Cook e de tantos outros executivos para este ano, MacQueen não espera que os Apple Glasses cheguem tão cedo às prateleiras. “A Apple normalmente não lança produtos se não estiverem prontos para o consumidor” e isso significa que, provavelmente, os óculos AR da Apple não estarão disponíveis ainda em 2020.

 
iPhone Apple Realidade Aumentada iPad apple glasses
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você