Realidade virtual é a maior revolução desde a TV, diz especialista

O palco Empreendedorismo da Campus Party Brasil 2016 recebeu na tarde desta quarta-feira, 27, uma conferência intitulada "Realidade virtual: por onde eu começo?". Guilherme Campos, fundador e CEO da empresa de comunicação Bittcorp VR, cravou: estamos diante da maior revolução em termos de consumo de conteúdo desde o surgimento da televisão.

Campos admite ser um entusiasta da tecnologia de realidade virtual. Publicitário de formação, ele já trabalhou em empresas como Mattel Inc., Globo e Legrand, além das agências Africa, FSB Comunicação, QG e Tagcom. "Quando você vai ao cinema ou assiste uma novela, por exemplo, seu cérebro trabalha para representar e conceituar o conteúdo. É um tipo de realidade completamente diferente do que acontecerá no futuro", disse.

Para o profissional, que atua desenvolvendo aplicações e propostas comerciais para empresas usando realidade virtual, essa tecnologia será muito em breve parte integrante do nosso dia a dia. "Será que é a mesma coisa assistir Fórmula 1 na TV e assistir 'dentro' do carro da Ferrari ou da McLaren, por exemplo?", diz o especialista.

Segundo Campos, alternativas de baixo custo como Cardboard - protótipo de óculos de realidade virtual de código aberto, feito a partir de papelão pelo Google - provam que a tecnologia tem espaço para se popularizar. E que, "ao contrário das TVs 3D", de acordo com ele, aparelhos como o Oculus Rift e o Samsung Gear VR não se tornarão obsoletos com o teste do tempo.

A palestra ainda contou com a presença da 360 Vision, que trouxe duas de suas câmeras de 360 graus para gravar o evento e transformá-lo, posteriormente, em uma experiência de realidade virtual.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ