Review Galaxy A71: celular balanceado acerta nas fotos e performance

O intermediário premium da Samsung é capaz de oferecer um ótimo desempenho e tirar boas fotos com suas 4 câmeras traseiras, mas tem alguns contras. Confira nossa análise!

Alvaro Scola 10/07/2020 16h44
Galaxy A71
A A A

A Samsung é uma das marcas mais tradicionais no mercado de celulares e conta com diversos modelos para atender as diferentes necessidades de seus consumidores. Por sua vez, a linha Galaxy A da marca sul coreana vem fazendo bastante sucesso com aparelhos vão desde o segmento de entrada até os intermediários premium.


Um dos aparelhos desta linha que tem chamado bastante a atenção neste ano é o Galaxy A71, que é do segmento intermediário premium e traz 4 câmeras traseiras. O Olhar Digital teve a chance de testar esse celular e te conta a seguir o que achou dele nesta análise. Confira!

Design, acabamento e tela

Seguindo a tendência da maioria dos aparelhos intermediários, a parte traseira do Galaxy A71 usa o plástico como material de acabamento, que tenta imitar um pouco dos efeitos de reflexo que vemos nos celulares que usam vidro. Apesar de ser de plástico, em nenhum momento o smartphone chega a perder um pouco de seu charme ou se demonstra frágil, o que considero algo positivo.

Reprodução

O Galaxy A71 está disponível nas cores azul, preto e prata no Brasil. A versão que o Olhar Digital teve acesso é a de cor preta, que apesar de ser bem discreta, é elegante e ainda reflete um pouco das luzes do ambiente para chamar a atenção, mas nada de forma exagerada. Ainda no corpo do aparelho, na sua parte traseira, as suas lentes ficam dispostas em seu canto direito, sendo que elas são levemente saltadas em relação ao seu corpo.

Já a tela do aparelho tem 6,7 polegadas e conta com um display do tipo Super AMOLED Plus. De forma geral, o nível de brilho do aparelho é excelente e as suas cores não são tão vivas no modo "natural", o que pode ser mudado facilmente em suas configurações. Aqui, para mim, outro ponto positivo também vai para as bordas do aparelho, que são praticamente mínimas e te deixam com um bom aproveitamento da tela. Não apenas isso, vale lembrar, o Galaxy A71 conta com a proteção do Gorilla Glass 3 contra trincos e arranhões para a sua tela.

Mais um ponto em que a Samsung acertou em minha opinião foi na pegada do aparelho, que pesa apenas 179 gramas e tem 7.7 milímetros de espessura. Sim, ele é bem fininho, mas nem por isso chega a ser escorregadio.

Reprodução

Ainda em relação a detalhes do corpo do aparelho, na sua parte de baixo estão presentes a entrada USB, o seu alto-falante e uma ainda bem-vinda entrada P2 para fones de ouvido.

Performance e desempenho

Diferente do que faz com a maioria de seus aparelhos lançados no Brasil, a Samsung deixou o Galaxy A71 com um processador Snapdragon ao invés de optar por um da linha Exynos, mas antes de entrar nos detalhes de sua performance, vamos a sua ficha técnica. Confira:

  • Processador Octa-core Snapdragon 730;
  • GPU Adreno 618;
  • 6 GB de memória RAM;
  • 128 GB de espaço de armazenamento expansível via cartão microSD;
  • Bateria de 4.500 mAh.

De forma geral, para rodar a maioria dos aplicativos e programas atuais, o Galaxy A71 me surpreendeu bastante com a sua fluidez, não apresentando qualquer travamento ou lentidão. Até mesmo na hora de editar alguns vídeos mais simples com alguns programas famosos da Google Play, eu não tive nenhum problema, um ponto bem positivo para este celular.

Já para jogos, eu resolvi pegar um pouco mais pesado com o teste e comecei jogando os títulos Asphalt 9 e Fortnite. O primeiro título, como é de costume, rodou bem, mas sempre dando aquelas lentidões momentâneas, que não chegam a comprometer a experiência.

Reprodução

O Fortnite, por sua vez, não foi reconhecido como compatível pela Google Play, mas pôde ser instalado através do APK oficial da Epic Games. Com as configurações gráficas colocadas no médio, a taxa de quadros por segundo do jogo ficou na maior parte do tempo em 30, mas algumas quedas para 20 podiam ser notadas em momentos de repletos de ação.

Para quem já está interessado nos números de benchmark, o Olhar Digital realizou testes também com o Geekbench 5. Nele, o Galaxy A71 alcançou a pontuação de 546 para atividades Single-Core e de 1.756 para atividades Multi-Core.

Já a bateria do aparelho, apesar de cumprir bem o seu papel, pessoalmente, não me impressionou tanto, tendo em vista que já vimos celulares de outras marcas e do mesmo segmento com mais autonomia. A bateria do Galaxy A71 tem 4.500 mAh e consegue oferecer autonomia para um dia uso moderado, sendo que o tempo para uma recarga completa fica em torno de uma hora e dez minutos. Ao usar o celular sem parar por aproximadamente duas horas para rodar alguns aplicativos e jogar alguns games mais simples, a bateria desceu de 100% para 78% de carga.

Fotos

Para a questão das fotos, o Galaxy A71 já chama a atenção logo por ter 4 câmeras traseiras, mas antes de irmos para os detalhes, primeiro, veja quais são as especificações de suas lentes:

  • Uma lente wide de 64 MP com abertura f/1.8;
  • Uma lente ultrawide de 12 MP com abertura f/2.2;
  • Uma lente macro de 5 megapixels com abertura f/2.4;
  • Uma lente de profundidade com 5 megapixels e abertura f/2.2.

As lentes wide e ultrawide do Galaxy A71 contam com uma boa abertura, que lhe permite tirar fotos de ambientes com uma boa iluminação mantendo um alto nível de detalhes. Como você pode notar nas imagens abaixo, as cores nas fotos saem um pouco saturadas, mas pessoalmente, eu acho que essa "saturação" a mais é bem vinda na maioria dos casos. 

Reprodução

Foto em ambiente aberto - Lente wide

Reprodução

Foto em ambiente aberto - Lente ultrawide

Reprodução

Foto em ambiente fechado - Lente wide

Reprodução

Foto em ambiente fechado 2 - Lente wide

Já o famigerado modo noturno do aparelho até consegue salvar fotos em algumas situações específicas, mas ele não nos surpreendeu. Nas imagens abaixo, que você pode ver com e sem o modo noturno, é possível notar que ele até é capaz de ressaltar as cores e alguns elementos, mas o nível de ruído gerado nelas é bem alto.

Reprodução

Foto sem modo noturno

Reprodução

Foto com modo noturno

Por sua vez, a lente macro do aparelho consegue obter fotos com uma boa qualidade, mas é necessário fazer uma pequena observação. Diferente do que nós vemos em alguns outros aparelhos, para que as fotos no modo "Macro" saiam com qualidade, em nossos testes, foi necessário aproximar bastante o celular do objeto a ter seus detalhes capturados, cerca de 1 ou 2 centímetros de distância.

Reprodução

Foto com lente macro

Reprodução

Foto com lente macro 2

É claro que é normal ter que aproximar o celular para tirar uma foto no modo macro, mas no caso do A71, esta "aproximação" requerida a mais ficou um pouco além do que consideramos o normal e o confortável para tirar este tipo de foto. Assim, se você não tiver a oportunidade de chegar muito perto do objeto, a probabilidade da sua imagem sair borrada é bem alta.

Já a câmera de selfies do Galaxy A71 também não desaponta e segue praticamente o mesmo padrão visto nas lentes principais do celular. As imagens capturadas com ela contam com um alto nível de detalhes e aquela saturação extra nas cores, que as deixam mais bonitas.

Reprodução

Selfie

Por fim, no que diz respeito a parte de suas câmeras, o Galaxy A71 é capaz de realizar gravações de vídeos com a resolução 4K com a taxa de 30 quadros por segundo. E, felizmente, ele também conta com o modo "Super Slow Mo", que é interessante para capturar alguns momentos bem específicos e que marca presença em outros aparelhos topo de linha da Samsung.

Sistema

O Galaxy A71 vem por padrão com o Android 10 instalado e a interface One UI, que marca presença nos outros celulares da Samsung. Apesar de tentar deixar o aparelho com uma interface mais limpa ou pura, o número de aplicativos pré-instalados é alto.

Felizmente, para amenizar um pouco deste problema, diferente do que acontecia em alguns outros celulares da Samsung, a grande maioria destes programas podem ser desinstalados e não apenas desativados. Já uma novidade que gostei no Galaxy A71 é que, mesmo não tendo as "bordas edge", que são arredondadas, ele tem a chamada "Tela Edge", que pode ser aberta rapidamente a qualquer momento para você abrir um aplicativo sem ter que voltar para sua tela inicial.

A Bixby, a assistente virtual da Samsung, também marca a presença no celular e conta com o suporte ao português. Apesar de ela estar funcionando melhor do que em outros testes que já realizamos, o seu uso ainda acaba sendo um pouco restrito se formos compará-la ao Google Assistente. Por conta dela, vale lembrar, o botão "Power" vem pré-configurado para chamá-la ao invés de desligar o celular, o que é algo que pode ser mudado no sistema, mas pode não agradar a todos em um primeiro momento.

Preço e disponibilidade

O Galaxy A71 foi lançado oficialmente no Brasil durante o mês de fevereiro e pode ser adquirido no site da Samsung por R$ 2.879,10 à vista ou por R$ 3.199,00 parcelado. Entretanto, em diversas lojas de varejo o seu preço já gira em torno de R$ 2.150,00.

Conclusão

O Galaxy A71 é um aparelho bem balanceado, que consegue oferecer fotos com boa qualidade e uma performance dentro do esperado para um celular do segmento intermediário premium. Apesar de ser bonito e ter uma boa pegada, nós ainda gostaríamos de ter visto um acabamento de vidro para ele e alguma proteção extra, tendo em vista que o seu preço oficial é um pouco elevado.

Outra melhoria que nós gostaríamos de ver é na bateria, que dá conta de um dia de uso, mas poderia oferecer mais. Já a sua lente macro faz um bom serviço, mas como explicamos no review, poderia ter alguns de seus problemas corrigidos talvez com uma atualização de software ou algo do tipo.


Smartphones Samsung review Galaxy smartphone reviews Celular samsung galaxy Galaxy A71 celular
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você